As estratégias dos fundos de ações que tiveram rentabilidade superior ao Ibovespa em 2021

Em média, os 10 fundos de ações que foram melhores no ano passado ganharam 32%

– Foto: Marga Santoso/Unsplash

Não foi um 2021 fácil para ninguém, mas o que poucos previam é que não só o índice Ibovespa, o principal da bolsa brasileira, não subiria até os esperados 130 mil pontos como ele cairia, perdendo 12% no ano e fechando abaixo de 105 mil pontos. Não à toa, apenas um terço (201) dos 572 fundos de investimentos em ações mapeados pelo Valor Investe para os rankings de rentabilidade ganharam do Ibovespa em 2021. Mas um grupo de gestores de fundos de investimentos conseguiu, se é possível dizer, façanhas em um período desafiador como foi 2021.

Em média, os dez fundos de investimento mais rentáveis do ano ganharam 32%, de acordo com levantamento feito pelo economista Marcelo d’Agosto, a partir de informações da plataforma Morningstar. O melhor deles, o Organon FIC FIA, da gestora Organon Capital, conquistou a primeira posição ao render 54%.

Os três seguintes são da mesma gestora, a Trígono Capital, especializada em investir em pequenas empresas. O que eles têm em comum que explica o sucesso dos produtos? Apostam em ações de companhias de menor porte que suas equipes de análise avaliam no detalhe. A macroeconomia – juros, inflação, câmbio, crescimento econômico – até é acompanhada por esses gestores, mas sem ser o fator decisivo para a tomada de decisão.

“Somos um fundo de ações focado no Brasil, em empresas brasileiras, e sem alavancagem (só podemos ter 100% do patrimônio investido e não mais que isso). Buscamos oportunidade de investimento nas menos conhecidas, que não são as queridinhas do mercado, como empresas de pequeno e médio porte, seara onde há mais assimetrias de informação, já que não tem muitos analistas cobrindo”, conta Raphael Maia, diretor de investimentos da Organon.

Nessa lógica, surfaram três grandes ondas em 2021: a das ações da Ferbasa, que atua na área de metalurgia, mineração e recursos florestais e se valorizou 159% em 12 meses; a operadora portuária Santos Brasil, que ganhou 27% de valor em 2021; e a incorporadora Syn (ex- Cyrela Commercial Properties), que avançou 3% no período. Todas essas posições já foram vendidas e trouxeram ganho para os acionistas.

O executivo explicou que, apesar de preferir companhias que faturem entre R$ 1 bilhão a R$ 10 bilhões, não há nenhuma restrição de aplicar o dinheiro dos cotistas em companhias de maior porte, caso uma oportunidade apareça. Foi com essa filosofia que o fundo incluiu a petroquímica Braskem, que é uma de suas principais posições hoje.

“Geralmente as nossas teses se baseiam de uma percepção de que há algo conjunturalmente ruim acontecendo com a empresa no momento, mas que ela conseguirá construir uma melhora para frente. Ganhamos dinheiro quando a melhoria de resultados chega e vendemos quando ela chega no preço justo”, diz Maia.

No caso de Ferbasa, por exemplo, ele conta que, quando decidiram investir no papel no final de 2020, o preço do ferrocromo estava no menor patamar em dez anos e o governo chinês já sinalizava que encrencaria com produção de energia poluente. Com a diminuição da produção na China por conta de restrições impostas pelo governo houve um descasamento entre oferta e demanda, com a economia mundial já se recuperando, e os preços dispararam. O lucro da empresa, que havia sido de R$ 70 milhões em 2020, saltou dez vezes em 2021, puxando a ação.

Assim como a Organon, a Trígono até dá uma espiada no ambiente macro, mas é o individual que conta mesmo na hora de decidir por investir. E as duas gestoras também compartilham o foco principal em pequenas empresas, menos visadas e que podem oferecer grandes ganhos no médio e longo prazo.

Leia a reportagem completa no site www.valorinveste.com


Investir em quê?

Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar

Valor Econômico

Publicado em 26.jan.2022 às 13h41

Stone se organiza para reconquistar o investidor

A Stone se transformou numa das mais badaladas empresas de pagamentos. No entanto, nos últimos 12 meses, suas ações acumulam queda de 81%. Agora, o CEO Thaigo Piau quer reverter este quadro.

Redação IF

Atualizado em 26.jan.2022 às 09h26

CVM suspende corretoras; saiba como escolher empresas idôneas

Sete empresas não tinham autorização para estar no mercado: Raw Trading, International Capital Markets Pty, IC Markets (EU), Markets, KOI Global LLC, Ventura Group e Orotrader

Redação IF

Publicado em 26.jan.2022 às 08h58

Nubank é ultrapassado pelo Bradesco, depois de perder posto de maior banco latino para Itaú

Valor de mercado da fintech no fim do pregão desta terça era de US$ 33,46 bi, atrás do "bancão", com US$ 34,32 bi

Valor Econômico

Publicado em 26.jan.2022 às 08h18

Estrangeiro já pôs R$ 20 bilhões na Bolsa em 2022

Com ajuda de cenário externo, fluxo está positivo no ano

Lucas Andrade

Atualizado em 26.jan.2022 às 07h55

Como a tensão entre Rússia e Ucrânia pode afetar a economia e os investimentos

A deflagração de um confronto militar entre os dois países pode piorar principalmente o cenário para a inflação na Europa

Redação IF

Atualizado em 26.jan.2022 às 08h00

Afinal, o que dizem os especialistas sobre a Bolsa? Você deve comprar ações ou esperar mais um pouco?

O Ibovespa deve subir, mas com fortes emoções; veja o que levar em consideração

Valor Econômico

Atualizado em 24.jan.2022 às 21h03

Lucro da IBM sobe 72,6% no 4º trimestre, para US$ 2,33 bilhões

A companhia encerrou 2021 com lucro de US$ 5,74 bilhões, sendo de US$ 6,35 por ação; já a receita atingiu US$ 57,35 bilhões no ano

Valor Econômico

Atualizado em 24.jan.2022 às 18h02

Ações de tecnologia caem e Warren Buffett volta aos holofotes com investimentos em ativos “de valor”

Com foco em ativos “de valor”, Berkshire Hatthaway se aproxima do desempenho de fundo do Ark Invest que foi sensação na pandemia

Mais lidas hoje

  1. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 26.jan.2022 às 11h26
    Ferramenta lançada pelo Banco Central permite saber se você tem dinheiro a receber dos bancos

    Segundo o BC, há ao menos R$ 8 bilhões parados nas instituições financeiras – conheça o passo a passo para fazer a consulta e saber se você é credor

  2. Redação IF

    Redação IF

    Atualizado em 22.jan.2022 às 12h01
    Neymar compra NFTs por R$ 6 milhões; saiba como funciona esse investimento

    Craque passa a fazer parte de um clube restrito a bilionários, que têm direito a festas particulares

  3. Valor Econômico

    Valor Econômico

    Publicado em 24.jan.2022 às 08h37
    Cade dá aval para Joesley e Wesley Batista assumirem controle da J&F Participações

    A J&F é a controladora do Banco Original do Agronegócio e do Banco Original

  4. Valor Econômico

    Valor Econômico

    Atualizado em 07.jan.2022 às 08h27
    Conheça os fundos de investimento que lucram milhões com shows de artistas adorados pelo público

    Saiba quem são os gestores (e como são remunerados) por trás de nomes como Gusttavo Lima, Seu Jorge, Alexandre Pires, Maurício Manieri e Daniel