Índice de confiança de serviços registra segunda queda consecutiva

Recuperação do setor parece perder força, segundo indicador da Fundação Getulio Vargas

Foto: Brenno Carvalho/Agência O Globo)

O Índice de Confiança de Serviços (ICS), calculado pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (FGV Ibre), caiu 1,3 ponto em dezembro, para 95,5 pontos, a segunda queda consecutiva. Em médias móveis trimestrais, o índice também registrou a segunda queda consecutiva, recuando 0,6 ponto desta vez.

“A recuperação da confiança de serviços, que vinha ocorrendo ao longo de 2021, parece perder força no final do ano. Em dezembro, o resultado negativo foi influenciado por uma ligeira piora na demanda no momento e diminuição das expectativas sobre os próximos meses. Apesar do programa de vacinação seguir avançando, o cenário para os próximos meses ainda parece muito incerto, principalmente pelo ambiente macroeconômico mais frágil e a dúvida sobrenova variante”, avalia Rodolpho Tobler, economista do FGV Ibre.

A queda do ICS, no último mês do ano, foi resultado de uma ligeira piora na avaliação sobre o momento atual e redução das expectativas. O Índice de SituaçãoAtual (ISA-S) cedeu 0,3 ponto, para 92,5 pontos, a segunda queda consecutiva. O Índice de Expectativas (IE-S) caiu 2,2 pontos, para 98,7 pontos, menor nível desde maio deste ano (92,4 pontos).

Depois de registrar forte recuperação ao longo do terceiro trimestre, a confiança de serviços trimestral voltou a cair. A média deste trimestre ficou 1,1 ponto abaixo da média do trimestre imediatamente anterior, mostrando que a recuperação do setor parece perder força no final de 2021.

Apesar da queda trimestral, o segmento de serviços prestados às famílias ainda conseguiu se destacar, subindo 3,8 pontos. Depois de sofrer muito ao longo de2020, esse segmento consolida sua recuperação, ainda que em menor ritmo.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 12.maio.2022 às 09h59
Redação IF Atualizado em 16.abr.2022 às 07h50
Pix substitui caixas eletrônicos com saques em estabelecimentos e gera nova disputa entre bancos

A possibilidade de tornar qualquer caixa registradora de loja um caixa eletrônico, à primeira vista, é o grande trunfo de Pix Saque e Troco

Redação IF Publicado em 12.abr.2022 às 14h42
Análise: Desaceleração no setor de serviços segura revisões positivas para o PIB

Especialistas avaliam que a economia está em um patamar pior do que se acreditava no início do ano