IF HOJE: Fed prevê aumento de juros americano em março

EUA está próximo da sua primeira alta de juros desde dezembro de 2018

Prédio do Fed ou Federal Reserve, o Banco Central estadunidense, em Washington D.C.
Sede do Federal Reserve, em Washington D.C. (Foto: Stefan Fussan/Creative Commons)

O Fed (Federal Reserve, banco central dos Estados Unidos) deve subir a taxa de juros americana em março, apontou a autoridade nesta quarta-feira (26). Por enquanto, ela foi mantida no patamar entre 0% e 0,25% ao ano.

Esta será a primeira alta de juros na maior economia do mundo desde dezembro de 2018.

Por que importa?

A elevação dos juros nos EUA deve atrair os investidores em busca de mais segurança com um tanto mais de retorno. Esse movimento é conhecido como “flight to quality”: o dinheiro sai de ativos tidos como arriscados para se refugiar nos títulos do Tesouro americano.

Como afeta os investimentos?

Entre os ativos considerados de maior risco pelos investidores internacionais estão as ações e as moedas de países emergentes como o Brasil. Assim, dá para esperar que ambos percam valor conforme os juros americanos subam, já que os investidores estarão vendendo-os.

Fique por dentro

Cadê meu dinheiro?

O Banco Central brasileiro tirou do ar o site que permitia aos clientes das instituições financeiras consultar de têm algum valor a receber que ficou esquecido numa conta antiga. Enquanto funcionou, houve 8,5 mil pedidos de devolução, totalizando R$ 900 mil.

Covid avança

O Brasil registrou 199.126 casos de Covid-19 entre segunda (24) e terça (25), o terceiro maior número em 24 horas desde o início da pandemia. Com 489 mortes no período, a média móvel de pessoas que perderam a vida para a doença chegou a 332 – é o nível mais alto desde outubro.

Para prestar atenção hoje

  • 16h30: Jerome Powell, presidente do Fed, concede entrevista coletiva à imprensa sobre a política monetária


Você também pode gostar
Valor Econômico Atualizado em 21.maio.2022 às 14h26
CEOs fizeram até selfie com Musk, mas reclamaram de ‘conversa fiada’

A promessa era um evento no interior de São Paulo para falar sobre Amazônia conectada, proteção e educação. Mas pouca coisa aconteceu na prática