Ibovespa tem maior sequência de quedas em 15 meses com preocupação sobre EUA e China

Bolsa de Valores brasileira recuou pela sexta sessão consecutiva

Bolsa B3 (Foto: Divulgação)

Nesta segunda-feira (25), a Bolsa de Valores brasileira, a B3, refletiu novamente o mau humor dos investidores globais. As preocupações com o cenário de rápida elevação dos juros nos Estados Unidos e com a política chinesa para a contenção da covid-19, que tem feito desacelerar a economia da segunda maior potência global, fizeram a B3 recuar pela sexta sessão consecutiva, na maior sequência de baixas em 15 meses.

O Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, terminou o dia em queda de 0,35%, aos 110.684,95 pontos. O volume financeiro negociado no Ibovespa hoje foi de R$ 20,46 bilhões, abaixo da média diária anual de R$ 23 bilhões.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Investir em quê? Encontre e compare investimentos de todo o mercado

Parceiro da Inteligência Financeira, o Investir em Quê? é sua fonte confiável para buscar onde investir com isenção, transparência e sem complicação

Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 12h37
Dólar opera em queda, abaixo dos R$ 4,95, de olho no exterior

O movimento reflete o enfraquecimento da moeda americana frente outras divisas emergentes

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 11h27
Ibovespa sobe com ajuda de Vale e siderúrgicas

Mercado acionário doméstico resiste a nova abertura negativa em NY

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 10h53
Como o trabalhador poderá usar o FGTS para comprar ações da Eletrobras

Tipo de investimento já foi feito anteriormente em vendas de ações da Petrobras e da Vale

Manhã Inteligente Publicado em 19.maio.2022 às 10h26
Guerra na Ucrânia, queda das ações da Amazon, Madonna e NFTs

Isabella Carvalho e Ítalo Martinelli falam sobre os assuntos que podem afetar seus investimentos nesta quinta (19)

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 09h06
IGP-M desacelera para 0,39% na segunda prévia de maio, aponta FGV

Houve recuos nos preços ao produtor, ao consumidor e nos custos da construção

Valor Econômico Atualizado em 19.maio.2022 às 08h39
Cenário global desperta interesse por Brasil, diz executivo da bolsa de Nova York

Chefe de mercados internacionais da bolsa de Nova York aponta que ADRs brasileiros são um dos ativos mais líquidos no mercado americano atualmente