Ibovespa recua puxado por bancos, varejistas e Petrobras

Índice acionário acelerou a baixa no final do pregão

Bolsa de Valores de São Paulo, a B3 (Foto: Rafael Matsunaga/Wikimedia)

O Ibovespa terminou a quarta-feira (2) em queda, pressionado pela fraqueza observada nos papéis de bancos e Petrobras. Enquanto o setor financeiro reage negativamente aos resultados do Santander, investidores realizam os lucros recentes nas ações da Petrobras.

Ao final do pregão, o Ibovespa recuou 1,18%, aos 111.894 pontos.

As ações da Petrobras ON e PN registravam perdas de 1,4% e 1,8%, respectivamente, com a relização dos lucros. Mesmo com a queda diária, os papéis ainda acumulam ganhos de aproximadamente 15% em 2022. Os preços do petróleo também recuam na sessão de hoje, contribuindo para a baixa nos papéis da petrolífera.

Já os bancos têm queda firme, pressionados pelos resultados do Santander mais fracos do que o esperado pelos agentes financeiros. No final do dia, as units do bancos espanhol recuaram 2,99%, enquanto Banco do Brasil caiu 1,66%, Bradesco teve baixa de 1,88% e Itaú caiu 1,57%.

As ações do Santander chegaram a recuar quase 4% no pregão desta quarta-feira, após a empresa reportar lucro líquido gerencial de R$ 3,880 bilhões no quarto trimestre de 2021, o que representa queda de 2,0% na comparação com o mesmo período de 2020 e de 10,6% ante o trimestre imediatamente anterior.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 18h48
Fleury compra Pardini e se aproxima da Dasa no setor de diagnóstico; fusão não altera perspectiva de crescimento, diz Itaú BBA

As ações da Pardini fecharam com alta de 18,99%, negociadas a R$ 19,99, e as da Fleury subiram 16,10%, cotadas a R$ 16,30

Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 18h54
Ibovespa cai 11,50% em junho no pior mês para o mercado local desde março de 2020

Índice perde 5,99% no primeiro semestre; destaque no pregão de hoje, Fleury disparou 16,1% após assinar acordo de fusão com Pardini, que subiu 18,99%

Redação IF Atualizado em 30.jun.2022 às 19h10
S&P 500 registra pior primeiro semestre desde 1970, Nasdaq cai quase 30% no semestre

O índice Nasdaq, que reúne empresas não financeiras e as de tecnologia, caiu mais de 20% nos últimos três meses, seu pior desempenho desde 2008

Redação IF Publicado em 30.jun.2022 às 15h17
Dólar apaga ganhos e fica abaixo dos R$ 5,20

Moeda americana chegou a R$ 5,27 na máxima do dia