Estrangeiros aportam R$ 780,4 mi na B3 em 18/04, e superávit do ano sobe para R$ 65,22 bi

Já o investidor individual sacou R$ 11,3 milhões no dia, ampliando o déficit para R$ 9,1 bilhões

Morina/Pexels)

Os investidores estrangeiros aportaram R$ 780,4 milhões em recursos no segmento secundário da B3 (ações já listadas) na segunda-feira (18), sessão em que o Ibovespa fechou em queda de 0,43%. Com isso, o acumulado mensal está negativo em R$ 101,9 milhões e o superávit anual subiu para R$ 65,22 bilhões.

Também no dia 18 de abril, o investidor individual sacou R$ 11,3 milhões líquidos na B3, ampliando o déficit anual para R$ 9,1 bilhões. Em abril, o saldo é positivo em R$ 2,44 bilhões.

E o investidor institucional sacou R$ 863,9 milhões no mesmo dia, ampliando seu rombo em 2022 para R$ 67,77 bilhões e no mês para R$ 6,70 bilhões. As informações foram divulgadas pela B3.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 08h34
Bolsas europeias e futuros de NY têm alta moderada, antes da ata do Fed

À espera do documento, no pré-mercado em NY, o futuro do S&P 500 tinha leve alta de 0,06% e do Nasdaq avançava 0,18%

3 min
Valor Econômico Publicado em 25.maio.2022 às 07h36
Após nova troca, ações da Petrobras caem

Investidor volta a analisar peso político, mas efeito na bolsa foi limitado por ativo ser considerado barato

5 min
Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 19h58
‘Travamos o bom combate’, disse Coelho, por WhatsApp, em mensagem de despedida

Funcionários relatam clima de falta de rumo com demissão de José Mauro Coelho; indicado para o posto é Caio Paes de Andrade

3 min
Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 18h18
ADRs da Petrobras recuam 3,8% em NY com troca no comando e data de corte de dividendos

Os recibos de ações (ADRs) referenciados nas ações ordinárias da Petrobras fecharam em queda de 3,80% na bolsa de Nova York

1 min
Glossário IF Publicado em 24.maio.2022 às 17h24
B3: como surgiu, qual é sua história, o que ela faz?

A Bolsa de Valores brasileira é uma das dez maiores do mundo e a maior da América Latina. Saiba mais no Glossário IF