Olist é o mais novo unicórnio brasileiro

O negócio fundado por Tiago Dalvi foi avaliado em mais de US$ 1 bilhão em uma rodada liderada pela Wellington Management

Tiago Dalvi, fundador do Olist: mais novo unicórnio brasileiro. Foto: Divulgação

O Olist é o mais novo unicórnio brasileiro. A startup que ajuda os lojistas a venderem em marketplaces como Mercado Livre e Amazon acaba de levantar US$ 186 milhões (o equivalente a R$ 1 bilhão), apurou o Pipeline.

O negócio fundado por Tiago Dalvi foi avaliado em mais de US$ 1 bilhão em uma rodada liderada pela Wellington Management. Softbank e Goldman Sachs já eram acionistas e acompanharam a rodada, que contou ainda com aporte das brasileiras Corton Capital e Globo Ventures.

Leia reportagem completa no Pipeline, o site de negócios do Valor Econômico.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 06h32
Governo quer registrar venda da Eletrobras nas bolsas de NY e SP na próxima semana

Após aprovação do TCU, objetivo é tentar acelerar o processo e garantir a privatização da empresa até 15 de junho

Valor Econômico Publicado em 18.maio.2022 às 12h14
Entenda o que o governo faz com o lucro da Petrobras

Estatal destaca que o pagamento de dividendos é obrigatório em caso de lucro para qualquer empresa de capital aberto

Leonardo Guimarães Atualizado em 18.maio.2022 às 11h34
Duelo IF: JBS ou Marfrig, em qual investir?

Duas gigantes do setor de alimentos disputam a sua atenção como investidor

Entrevista da Semana Publicado em 18.maio.2022 às 09h46
Por que as ações da Nubank não vingaram?

O que aconteceu com a expectativa desta instituição brasileira? Quem comprou, o que deve fazer agora? Danielle Lopes, a entrevistada da semana, responde