Lucro líquido da Petrobras dispara quase 40 vezes no 1º tri, para R$ 44,56 bilhões

O resultado veio acima do projetado pelo consenso da Refinitiv, que era de lucro de R$ 37,160 bilhões

Mercado especula sobre futuro presidente da Petrobras (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Petrobras terminou o primeiro trimestre deste ano com lucro líquido de R$ 44,56 bilhões, um crescimento de 38 vezes em comparação com o lucro de R$ 1,17 bilhão apurado no mesmo intervalo do ano anterior. O resultado veio também acima do projetado pelo consenso da Refinitiv, empresa global de dados para o mercado financeiro, que previa lucro de R$ 37,16 bilhões.

Segundo a companhia, o lucro refletiu a alta do preço do petróleo tipo brent no período, aliado aos ganhos de margens com diesel, aumento das exportações de petróleo, custos mais baixos com a importação de gás natural liquefeito (GNL). Como também ganhos cambiais diante da valorização do real ante o dólar e ganhos de participações em investimentos.

A receita de vendas da estatal somou R$ 141,64 bilhões no trimestre, avanço de 64,4%, ante a receita de R$ 86,17 bilhões do mesmo intervalo de 2021.

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) ajustado teve aumento de 58,8% no trimestre, para R$ 77,71 bilhões, ante os R$ 48,95 bilhões do período de janeiro a março do ano anterior.

O presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, avaliou que os resultados da estatal no primeiro trimestre se devem ao fato de que agora a Petrobras é uma empresa saneada.

Em mensagem apresentada nos resultados da companhia do primeiro trimestre, divulgados nesta quinta-feira (5), Coelho afirmou que a estatal pagou para a União, estados e municípios em tributos o equivalente a uma vez e meia o valor do seu lucro líquido.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 10h11
O que Elon Musk deve discutir na passagem pelo Brasil

Bilionário terá encontro com o presidente Jair Bolsonaro e empresários

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h16
Bolsas asiáticas fecham em alta após China cortar taxa de juros

Mesmo assim, os investidores seguem atentos à perspectiva de aumento dos juros nos EUA

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 08h09
Fundos de ações de Petrobras e Vale renderam até 25 vezes mais que o FGTS desde o lançamento

Trabalhador poderá usar dinheiro do fundo de garantia para comprar ações da Eletrobras

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 13h41
Bolsas americanas perdem US$ 1,5 tri em um dia, e índices operam em queda nesta quinta

Temor de inflação global maior e recessão nos EUA leva nervosismo aos mercados. Na Europa, pregões operam em queda de mais de 2%