Juíza nega urgência em pedido de ressarcimento de passageiros da ITA por se tratar de viagem de lazer

Ao indeferir o pedido de casal que iria para Salvador no revéillon, magistrada do DF mencionou a situação financeira da companhia, do empresário Sidnei Piva

Foto: Divulgação

A Justiça do Distrito Federal negou um pedido de ressarcimento feito por um casal que havia comprado passagens da Itapemirim Transportes Aéreos (ITA) para o réveillon.

Decisão da juíza substituta em plantão Débora Cristina Santos Calaço, da 11º Vara Cível de Brasília, negou o pedido do casal de reembolso da passagem ainda antes da data da viagem diante do cancelamento de todos os voos da companhia. Ela argumentou que não houve indicação da necessidade da viagem, que seria a lazer.

A magistrada afirmou ainda que a situação financeira da companhia tornaria improvável o atendimento ao pedido liminar. Portanto, determinou que outras demandas referentes a esse caso sejam endereçadas ao “juízo natural da causa”, sem a urgência do plantão.

Na segunda-feira (20), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, afirmou que a Itapemirim tinha todas as condições para operar e que, agora, o foco do governo é reacomodar as pessoas que tinham viagens marcadas com a aérea.

“Nós vamos para cima da ITA, pressionar bastante para que a gente possa reacomodar as pessoas o mais rápido possível”, declarou o ministro durante o balanço das ações da pasta em 2021.

Com informações de agências e O Globo.


Você também pode gostar
Manhã Inteligente Publicado em 19.maio.2022 às 10h26
Guerra na Ucrânia, queda das ações da Amazon, Madonna e NFTs

Isabella Carvalho e Ítalo Martinelli falam sobre os assuntos que podem afetar seus investimentos nesta quinta (19)

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 09h06
IGP-M desacelera para 0,39% na segunda prévia de maio, aponta FGV

Houve recuos nos preços ao produtor, ao consumidor e nos custos da construção

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 06h32
Governo quer registrar venda da Eletrobras nas bolsas de NY e SP na próxima semana

Após aprovação do TCU, objetivo é tentar acelerar o processo e garantir a privatização da empresa até 15 de junho

Valor Econômico Publicado em 19.maio.2022 às 06h12
Grandes investidores ampliam dinheiro em caixa para maior patamar desde atentados de 11 de setembro

Preferência por dinheiro vivo coincide com enfraquecimento significativo das expectativas quanto aos lucros das empresas

Redação IF Publicado em 18.maio.2022 às 17h47
TCU forma maioria para aprovar privatização da Eletrobras

Governo aguarda aprovação do tribunal para fazer a capitalização da companhia ainda este ano