Eve, da Embraer, já tem cartas de intenção para 1.825 ‘carros voadores’

Empresa de mobilidade aérea urbana prepara listagem na Bolsa de Nova York (Nyse)

Carro voador da Eve (Foto: Divulgação)

A Eve, empresa de mobilidade aérea urbana da Embraer, atualizou as informações sobre seus negócios, em preparação à conclusão da fusão com a Spac Zanite Acquisition e listagem na Bolsa de Nova York (Nyse) e revelou que, desde dezembro, sua carteira de pedidos subiu de 1.735 veículos elétricos de decolagem e pouso vertical (eVTOLs) para 1.825 unidades, feitos por meio de cartas de intenção não vinculantes de 19 clientes.

Segundo a Eve, há entre os clientes operadoras de asa fixa, operadoras de helicópteros, plataformas de compartilhamento e empresas de leasing, incluindo Azorra Aviation, Falko Regional Aircraft, Republic Airways, SkyWest e GlobalX.

“Essa carteira de pedidos proporciona uma importante visibilidade da receita, à medida que a companhia trabalha para obter a certificação de tipo para suas aeronaves”, informou.

A listagem da Eve na Nyse está prevista para maio e a operação prevê um investimento privado em companhia pública (“pipe”) de US$ 357,3 milhões anteriormente comunicado ao mercado, incluindo um aumento de US$ 52,3 milhões relativo a compromissos dos parceiros estratégicos Thales, Acciona e Space Florida e da Embraer Aircraft Holding, subsidiária direta da Embraer.

No comunicado, o co-CEO da Eve Andre Stein afirma o progresso alcançado pela companhia nos últimos meses mostra que marcos relevantes da estratégia de negócio e crescimento foram alcançados. “O aumento de ‘pipe’ anunciado anteriormente é mais uma prova da confiança dos investidores em nossos planos para o futuro da mobilidade aérea urbana”, diz.

Após a fusão com a Zanite, a Eve espera captar mais de US$ 500 milhões e a Spac passará a se chamar Eve Holding.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 17h39
Juros futuros fecham em forte queda, com expectativas de inflação no foco

Mercado vê que a inflação pode ser impactada por possível alíquota máxima de 17% do ICMS cobrado sobre energia, telecomunicações, combustíveis e energia

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 16h01
Dólar comercial renova mínima com fraqueza da moeda no exterior

O movimento reflete o enfraquecimento da moeda americana frente outras divisas emergentes

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 09h06
IGP-M desacelera para 0,39% na segunda prévia de maio, aponta FGV

Houve recuos nos preços ao produtor, ao consumidor e nos custos da construção