Entenda o que é a ideia de ‘custo leve’ de Elon Musk para os usuários comerciais do Twitter

O bilionário Elon Musk lançou, em posts no Twitter, a ideia de introduzir uma taxa para usuários corporativos

Elon Musk novo dono do Twitter
Foto: AP

O bilionário Elon Musk lançou ontem, em posts no Twitter, a ideia de introduzir uma taxa para alguns usuários corporativos assim que concluir a compra de US$ 44 bilhões da plataforma de mídia social.

“O Twitter sempre será gratuito para usuários casuais, mas talvez com um pequeno custo para usuários comerciais/governamentais”, disse Musk em um tuíte na terça-feira (3). “Alguma receita é melhor do que nenhuma!” ele acrescentou em outra postagem.

O CEO da Tesla vem dando dicas sobre como pode aumentar a receita no Twitter desde que sua oferta de aquisição de US$ 54,20 por ação para a empresa de mídia social foi aprovada por seu conselho no mês passado. Isso inclui reduzir o preço do novo serviço de assinatura premium da empresa, o Twitter Blue.

Às 15h de hoje as ações do Twitter estavam em queda de 0,35% na bolsa americana Nasdaq, a US$ 48,71 por ação, abaixo do preço de oferta de Musk. As ações da plataforma subiram 13,07% até agora em 2022.

Mais cedo, também na terça-feira, Musk disse a potenciais investidores que poderia tornar o Twitter público novamente em menos de três anos, informou o Wall Street Journal, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

Musk tem conversado com investidores, incluindo empresas de private equity, para ajudar a reduzir a contribuição em dinheiro de US$ 21 bilhões que ele se comprometeu a ajudar a financiar o acordo, informou o jornal.

A aquisição do Twitter por Musk deve ser concluída ainda este ano, sujeita a condições como a aprovação dos acionistas e de órgãos reguladores.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 11h12
Ibovespa opera em queda, enquanto Petrobras busca recuperação

Investidores aguardam a divulgação da ata da última reunião do Fed

Entrevista da Semana Publicado em 25.maio.2022 às 10h08 Duração 6 min.
Como funciona a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE)?

Anne Dias, editora da IF, entrevista Alex Ibrahim, head de mercados internacionais da NYSE, onde trabalha há mais de 20 anos

Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 08h34
Bolsas europeias e futuros de NY têm alta moderada, antes da ata do Fed

À espera do documento, no pré-mercado em NY, o futuro do S&P 500 tinha leve alta de 0,06% e do Nasdaq avançava 0,18%

Valor Econômico Publicado em 25.maio.2022 às 07h36
Após nova troca, ações da Petrobras caem

Investidor volta a analisar peso político, mas efeito na bolsa foi limitado por ativo ser considerado barato

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 19h58
‘Travamos o bom combate’, disse Coelho, por WhatsApp, em mensagem de despedida

Funcionários relatam clima de falta de rumo com demissão de José Mauro Coelho; indicado para o posto é Caio Paes de Andrade

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 18h18
ADRs da Petrobras recuam 3,8% em NY com troca no comando e data de corte de dividendos

Os recibos de ações (ADRs) referenciados nas ações ordinárias da Petrobras fecharam em queda de 3,80% na bolsa de Nova York

Glossário IF Publicado em 24.maio.2022 às 17h24
B3: como surgiu, qual é sua história, o que ela faz?

A Bolsa de Valores brasileira é uma das dez maiores do mundo e a maior da América Latina. Saiba mais no Glossário IF

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 14h35
SpaceX, de Elon Musk, vai lançar satélites brasileiros

A Aeronáutica informou que o país lançará até a próxima segunda-feira dois satélites-radar com a SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk