Empresas do mercado interno despencam com medo de descontrole da economia; Ibovespa cai 3,4%

Saída de membros da equipe econômica, na quinta (21), aumentou a tensão no mercado financeiro

Paulo Guedes, ministro da Economia, continua defendendo que país deverá crescer em 2022 (Foto: Agência Brasil)

As empresas que dependem do mercado consumidor brasileiro – como o grupo de moda Soma, dono da Hering e da Farm, e a operadora de estradas EcoRodovia – são as que mais caem nesta sexta-feira (22) na Bolsa de Valores. A decisão do governo Jair Bolsonaro de ignorar o teto de gastos para implementar o Auxílio Brasil mirando na eleição de 2022 assusta os investidores. Com medo de um descontrole na economia, muitos estão vendendo suas ações na B3 – o que derruba os preços – e preferindo deixar o dinheiro parado na conta para correr menos riscos. Outros têm comprado dólares ou ativos em países considerados mais seguros, o que explica a disparada da cotação da moeda americana.

Às 12h23, o Ibovespa, principal índice acionários do país, recuava 4,2%, para 103.307 pontos. As ações do Soma perdiam 10,6%, vendidas a R$ 13,46, e as da EcoRodovias caíam 9,8%, para R$ 8. O dólar comercial avançava 1,46%, vendido a R$ 5,75, enquanto o turismo subia 1,2%, para R$ 5,65.

As vésperas de final de semana costumam mesmo ser de um pouco mais de cautela, porque, se sair alguma notícia de impacto no sábado ou no domingo, quando o mercado está fechado, não vai ser possível mexer nas aplicações. Desta vez, o cuidado está sendo redobrado.

Desde o início da semana, as discussões sobre a fonte de financiamento do Auxílio vêm elevando a tensão. Mas a saída de quatro integrantes da equipe de Paulo Guedes na quinta-feira (21) ligou a luz vermelha no mercado. Secretários do Tesouro Nacional deixaram o ministério da Economia na noite de quinta (21) alegando razões pessoais. As baixas já eram previstas dado o caminho que a discussão sobre o benefício tomou nos últimos dias.

Para financiar a parcela mínima de R$ 400 do Auxílio Brasil, o governo inseriu na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios —que adia o pagamento de dívidas do governo que resultam de decisões judiciais definitivas— alterações na forma como o teto de gastos é corrigido pela inflação. Atualmente, o teto é corrigido pelo IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) de julho a junho. A mudança faria com que a correção fosse feita de janeiro a dezembro, o que daria ao Orçamento de 2022 um adicional de mais de R$ 39 bilhões. Aprovada em votação na quinta _a noite (21), a PEC deve adicionar, ao todo (com a mudança nos precatórios e na correção do teto), R$ 83 bilhões no Orçamento de 2022, diz o relator da proposta, deputado Hugo Motta (Republicanos-PB).

A manobra fiscal foi alvo de críticas de especialistas em contas públicas e chamada de contabilidade criativa. Por mais que o governo não fure o teto no final das contas, os gastos da União vão subir e era justamente isso que o teto de gastos visava a barrar.

Com reportagem de Júlia Moura


Você também pode gostar

Leonardo Guimarães

Atualizado em 07.dez.2021 às 19h52

O que não fazer com seus investimentos em 2022

Elaboramos dicas essenciais para 2022, que será um ano desafiador e vai exigir preparo dos investidores

Júlia Moura

Atualizado em 07.dez.2021 às 15h46

Ibovespa segue em alta, impulsionando ações de petrolíferas, mineradoras e siderúrgicas

Recuperação dos preços de minério de ferro, que subiram mais de 8% na China, impulsionam ações de mineradoras e siderúrgicas

Valor Econômico

Atualizado em 07.dez.2021 às 10h48

Ibovespa respira e já acumula alta de 6% em três pregões

Melhora do apetite por risco nos mercados globais favoreceu índice

Redação IF

Atualizado em 06.dez.2021 às 20h43

Ibovespa sobe acompanhando exterior e PEC dos Precatórios – ganho é generalizado entre as blue chips

Mercado mostra alívio com estudos iniciais que não mostram maior gravidade da variante ômicron

Redação IF

Publicado em 03.dez.2021 às 18h37

Bolsa brasileira tem segundo pior desempenho do mundo no ano

No ranking com 79 índices de 78 países, o Ibovespa aparece na contramão mundial, com queda de mais de 14% no acumulado no ano até novembro; índice só ganha da Bolsa da Venezuela

Redação IF

Publicado em 03.dez.2021 às 18h10

Dólar fecha em alta de 0,42%, a R$ 5,68, de olho em dados dos EUA

Com a alta de hoje, o real acumulou valorização de 1,56% na semana. No mês, passa a ter ganho de 0,80%.

Valor Econômico

Atualizado em 03.dez.2021 às 07h41

Com loja parada, ação de grandes redes cai

Expectativas começam a ser reduzidas e investidor vem “precificando” um mês de dezembro difícil

Valor Econômico

Atualizado em 03.dez.2021 às 07h37

Banco Inter desiste de reorganização societária que o levaria à Nasdaq

Adesão de minoritários, que se tornou vantajosa diante da queda das ações nas últimas semanas, ultrapassou limite de desembolso estipulado pela instituição, de R$ 2 bilhões