Elon Musk quer comprar o Twitter, mas diz que não tem onde morar e faz ‘couchsurfing’ na casa de amigos

Em entrevista ao CEO do site de conferências TED, Musk afirmou que não tem casa própria no momento e que se reveza entre quartos de hóspedes de amigos

Foto: Reprodução/TED

Elon Musk é o homem mais rico do mundo, mas declarou que, no momento, não tem onde morar. E descreveu praticamente uma rotina de couchsurfing (o costume de viajar hospedando-se no sofá de amigos)

Em uma entrevista dada a Chris Anderson, líder do site de palestras TED, Musk afirmou que não tem sua própria casa e tem se dividido entre casas de amigos.

“Eu sequer tenho uma residência própria atualmente. Estou literalmente ficando nas casas de amigos”, disse Musk em um trecho do vídeo da entrevista que foi publicada pelo TED nesta segunda-feira.

O executivo afirmou que, se vai para a Califórnia, por exemplo, ele alterna entre os quartos de hóspedes de conhecidos. No estado americano fica a maior parte dos engenheiros da Tesla, sediada no Texas.

Ele também afirmou que não possui um iate ou tira férias fabulosas. Musk disse não ter um alto consumo pessoal, mas descreveu como único luxo que se permite o avião particular:

“Se eu não usar o avião, tenho menos horas para trabalhar.”

A resposta do bilionário sobre sua rotina habitacional nada convencional foi uma forma de responder a uma pergunta sobre o mal-estar provocado pela desigualdade que gera multibilionários como ele em meio ao aumento da pobreza no mundo.

“Certamente seria muito problemático se eu estivesse gastando bilhões de dólares por ano em consumo pessoal, mas não é o caso”, afirmou Musk.

Com conteúdo do jornal digital O Globo


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 08h53
Bolsas europeias e futuros de NY são pressionados por dados fracos da China

A atividade econômica na China perdeu força de forma acentuada em abril

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 07h20
China: com lockdowns, produção industrial tem forte desaceleração em abril

Atividade recuou 2,9% na base anual; mercado esperava avanço de 1,0%

Valor Econômico Atualizado em 14.maio.2022 às 07h21
Autismo: o que Elon Musk, Anthony Hopkins e Greta Thunberg têm em comum e vai além do óbvio

Os cientistas ainda lutam para entender o processo que leva ao autismo, mas há avanços significativos para celebrar