Elon Musk compra Twitter por US$ 44 bilhões

Ainda neste ano o bilionário pretende fechar o capital da rede social, tornando-a privada

Elon Musk, fundador da Tesla e, logo, controlador do Twitter (Foto: Heisenberg Media/Wikimedia)

O bilionário Elon Musk, fundador da montadora de veículos elétricos Tesla, fechou um acordo para comprar o Twitter por estimados US$ 44 bilhões, ou US$ 54,20 por ação.

O negócio é repleto de superlativos. O homem mais rico do mundo vai lançar mão de um dos maiores acordos de financiamento da história para tornar privada ainda em 2022 uma plataforma de rede social de 16 anos que se tornou um centro de discurso público e um ponto de discussão no debate sobre a liberdade de expressão online. O próprio Musk é um dos seus usuários mais importantes, tendo usado a rede social para anunciar seus negócios.

O preço oferecido aos acionistas é 38% maior do que o fechamento das ações em 1º de abril, o último dia útil antes de Musk divulgar uma participação significativa na empresa, provocando uma alta das ações.

Por volta das 16h, os papéis da rede social negociados na Bolsa de tecnologia Nasdaq avançavam 6%, na máxima do dia, a US$ 52 — maior valor desde novembro —, com volume financeiro perto de US$ 90 milhões, superando os US$ 76,3 milhões registrados em todo o pregão da sexta-feira e quase 200% acima do movimentado nos últimos 65 dias.

Cerca de uma hora antes do anúncio do acordo, Musk escreveu em sua conta na rede social: “Espero que até meus piores críticos permaneçam no Twitter, porque é isso que significa liberdade de expressão”.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 11h27
Ibovespa sobe com ajuda de Vale e siderúrgicas

Mercado acionário doméstico resiste a nova abertura negativa em NY

2 min
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 10h53
Como o trabalhador poderá usar o FGTS para comprar ações da Eletrobras

Tipo de investimento já foi feito anteriormente em vendas de ações da Petrobras e da Vale

3 min
Manhã Inteligente Publicado em 19.maio.2022 às 10h26
Guerra na Ucrânia, queda das ações da Amazon, Madonna e NFTs

Isabella Carvalho e Ítalo Martinelli falam sobre os assuntos que podem afetar seus investimentos nesta quinta (19)

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

3 min
Valor Econômico Atualizado em 19.maio.2022 às 08h39
Cenário global desperta interesse por Brasil, diz executivo da bolsa de Nova York

Chefe de mercados internacionais da bolsa de Nova York aponta que ADRs brasileiros são um dos ativos mais líquidos no mercado americano atualmente

4 min
Valor Econômico Publicado em 19.maio.2022 às 06h12
Grandes investidores ampliam dinheiro em caixa para maior patamar desde atentados de 11 de setembro

Preferência por dinheiro vivo coincide com enfraquecimento significativo das expectativas quanto aos lucros das empresas

4 min
Valor Econômico Publicado em 19.maio.2022 às 06h03
Nos EUA, esta pode ser uma década perdida para ações

Aumento de custos e aperto monetário devem pressionar margens de empresas dos EUA

4 min