Vendas no varejo sobem 1% em março, acima das expectativas

Setor acumula alta de 1,9% em 12 meses

Rua de comércio popular no Rio de Janeiro (RJ) (Foto: Brenno Carvalho/Agência O Globo)

O volume de vendas no varejo restrito teve alta de 1% em março ante fevereiro, na série com ajuste sazonal, segundo a Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira. Em fevereiro, frente a janeiro, o comércio tinha avançado 1,3% (dado revisado após divulgação de aumento de 1,1%).

Na comparação com março de 2021, o varejo restrito avançou 4%. O comércio restrito acumula alta de 1,9% no resultado acumulado em 12 meses até março.

O resultado de março ante fevereiro do varejo restrito veio maior que a mediana das estimativas coletadas pelo Valor Data junto a 30 consultorias e instituições financeiras, que era de +0,4%, com intervalo das projeções de -0,2% a +1,3%.

A alta de 4% ante março de 2021 também foi maior que a esperada. A expectativa mediana do Valor Data era de alta de 2,3%, com intervalo entre redução de 0,5% a alta de 4,7%.

A receita nominal do varejo restrito acumulou alta de 2,9% em março, ante fevereiro. Na comparação com março de 2021, houve alta de 18,1%.

No varejo ampliado, que inclui as vendas de veículos e motos, partes e peças, e material de construção, o volume de vendas subiu 0,7% na passagem entre fevereiro e março, já descontados os efeitos sazonais. Os analistas de 28 bancos e consultorias esperavam retração de 0,2%, segundo a mediana. As estimativas iam de recuo de 2% a avanço de 2,3%.

Na comparação com março de 2021, o volume de vendas do varejo ampliado subiu 4,5%. A expectativa mediana, pelo Valor Data, era de aumento de 2,8%, segundo as projeções, que variavam entre queda de 1,4% e alta de 5,9%.

Já a receita nominal do varejo ampliado avançou 0,4% em março, frente a fevereiro, na série com ajuste sazonal. Na comparação com março de 2021, houve alta de 19,3%.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 11h27
Ibovespa sobe com ajuda de Vale e siderúrgicas

Mercado acionário doméstico resiste a nova abertura negativa em NY

2 min
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 10h53
Como o trabalhador poderá usar o FGTS para comprar ações da Eletrobras

Tipo de investimento já foi feito anteriormente em vendas de ações da Petrobras e da Vale

3 min
Manhã Inteligente Publicado em 19.maio.2022 às 10h26
Guerra na Ucrânia, queda das ações da Amazon, Madonna e NFTs

Isabella Carvalho e Ítalo Martinelli falam sobre os assuntos que podem afetar seus investimentos nesta quinta (19)

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

3 min
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 09h06
IGP-M desacelera para 0,39% na segunda prévia de maio, aponta FGV

Houve recuos nos preços ao produtor, ao consumidor e nos custos da construção

1 min
Valor Econômico Atualizado em 19.maio.2022 às 08h39
Cenário global desperta interesse por Brasil, diz executivo da bolsa de Nova York

Chefe de mercados internacionais da bolsa de Nova York aponta que ADRs brasileiros são um dos ativos mais líquidos no mercado americano atualmente

4 min