Twitter reverte ganhos e passa a cair 2% na Bolsa de Nova York

Mercado aposta em uma probabilidade maior de que a oferta hostil de Elon Musk seja rejeitada

Mercados acumulam perdas com alta de juros (Foto: Pixabay)

As ações do Twitter passaram a operar em queda de 2% na Bolsa de Nova York, revertendo os ganhos do início do pregão após o bilionário Elon Musk anunciar sua proposta de compra da rede social por cerca de US$ 43 bilhões.

Para a chefe de investimentos do Interactive Investor, Victoria Scholar, a proposta de Musk é hostil e parece que o mercado aposta em uma probabilidade maior de que o acordo seja rejeitado, o que é evidenciado pelo movimento das ações do Twitter ao longo do dia.

“Apesar das ações terem subido 12% inicialmente, houve desaceleração, o que sugere que o mercado não está totalmente convencido de que a oferta de US$ 54,20 por ação será aceita”, diz Scholar.

O estrategista de mercados globais da eToro, Ben Laidler, ressalta que a oferta de US$ 54,20 por ação de Musk ainda está 30% abaixo das máximas de preço das ações do ano passado.

Segundo ele, a proposta abre uma batalha pelo controle entre Parag Agrawal, o novo diretor-presidente que está tentando arquitetar uma reviravolta no Twitter, e a visão de Musk de que a rede social não “prosperará nem servirá [seu] imperativo social em sua forma atual.” Musk disse que planeja fechar o capital do Twitter.

Rich Greenfield, o sócio e analista da LightShed Partners, uma empresa de pesquisa de tecnologia, mídia e telecomunicações, disse estar cético sobre a seriedade da oferta de Musk, observando a recente série de publicações no Twitter do bilionário, incluindo sugestões, críticas e aparentes piadas sobre a empresa.

“Parte disso faz você pensar que tudo isso é uma piada, e que ele está apenas se divertindo”, disse Greenfield, acrescentando que alguns dos planos que Musk expressou para o Twitter não são favoráveis do ponto de vista comercial, incluindo a remoção da publicidade. “Quem vai garantir o financiamento enquanto você tira o fluxo de receita do Twitter?”, questiona o analista. “Não está claro como a matemática funciona.”

Na contramão, o analista do Wedbush, Dan Ives, afirma em nota que após muitas reviravoltas o Twitter deve acabar aceitando a oferta. “Seria difícil para qualquer outro concorrente entrar na disputa e o conselho do Twitter será forçado a aceitar essa oferta e/ou começar um processo ativo para vender o Twitter”, diz.

Às 16h20, as ações do Twitter operam em queda de 1,68% na Bolsa de Nova York, cotadas a US$ 45,08.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 11h27
Ibovespa sobe com ajuda de Vale e siderúrgicas

Mercado acionário doméstico resiste a nova abertura negativa em NY

2 min
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 10h53
Como o trabalhador poderá usar o FGTS para comprar ações da Eletrobras

Tipo de investimento já foi feito anteriormente em vendas de ações da Petrobras e da Vale

3 min
Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

3 min
Valor Econômico Atualizado em 19.maio.2022 às 08h39
Cenário global desperta interesse por Brasil, diz executivo da bolsa de Nova York

Chefe de mercados internacionais da bolsa de Nova York aponta que ADRs brasileiros são um dos ativos mais líquidos no mercado americano atualmente

4 min
Valor Econômico Publicado em 19.maio.2022 às 06h12
Grandes investidores ampliam dinheiro em caixa para maior patamar desde atentados de 11 de setembro

Preferência por dinheiro vivo coincide com enfraquecimento significativo das expectativas quanto aos lucros das empresas

4 min
Valor Econômico Publicado em 19.maio.2022 às 06h03
Nos EUA, esta pode ser uma década perdida para ações

Aumento de custos e aperto monetário devem pressionar margens de empresas dos EUA

4 min