Magalu lança conta digital sem mensalidade e cartão de crédito para empresas

A fintech Magalu anunciou nesta quinta-feira o lançamento de dois produtos, um cartão de crédito corporativo e uma operação de empréstimo pessoal para pessoas físicas

(Foto: Divulgação)

A Fintech Magalu anunciou nesta quinta-feira (12) o lançamento de dois produtos, um cartão de crédito corporativo e uma operação de empréstimo pessoal para pessoas físicas direto pela conta digital. O braço financeiro da varejista passa a operar ainda com a nova marca após integração da Hub Fintech, adquirida em 2020.

A Fintech Magalu, segundo a companhia, já nasce como uma das dez maiores do Brasil, com mais de 16 milhões de clientes únicos, entre pessoas físicas e jurídicas. O grupo também anunciou que vai se tornar uma iniciadora de pagamentos dentro do “open finance”.

O processo, de acordo com o diretor da Fintech Magalu, Robson Dantas, está em fase de homologação pelas entidades que supervisionam o ambiente, após receber autorização do Banco Central. “Estamos aguradando finalizar a homologação, mas a implementação está toda realizada”, disse.

A operação de iniciadora de pagamento será realizada a partir da plataforma KaBuM!, uma das marcas do grupo Magalu, que também opera a Netshoes, Zattini, Shoestock, Época Cosméticos e Estante Virtual.

De acordo com Dantas, o cartão de crédito para empresas tem como base potencial mais de 160 mil parceiros de vendas que usam o ecossistema da Magalu para comercializar os produtos. Ao adquirir o cartão, o parceiro comercial também terá uma conta digital gratuita. Para obter o cartão, em um primeiro momento, as empresas que operam dentro do ecossistema da Magalu devem entrar em uma lista de interesse. “Estamos liberando o cartão aos poucos”, apontou Dantas.

O cartão corporativo terá ainda um sistema de benefícios, por meio de pontos. Segundo o diretor da Fintech Magalu, os portadores poderão trocá-los por produtos e serviços dentro da plataforma.

Já o empréstimo pessoal será oferecido diretamente no superapp. “Já temos uma opação de crédito para pessoa física por meio do cartão de crédio, mas novo produto vai ampliar nossa atuação nessa área”, explica Dantas.

A companhia já contabiliza 5,2 milhões de contas digitais de pessoas físicas abertas. Na carteira de crédito, que reúne cartão e empréstimos por meio do plástico, são R$ 17,5 bilhões. Conforme o diretor, a futura operação de empréstimo pessoal já tem 10 milhões de clientes pré-aprovados.

As taxas médias do crédito pessoal, de acordo com o executivo, vão estar em torno de 4% a 5% ao mês. “Nós estamos apostando no quanto conhecemos o nosso cliente. Conforme nosso ecossistema digital avança, temos dados e informações para compor um score [nota de risco de crédito] de maneira mais assertiva.”

Enquanto o empréstimo pessoal será operado dentro da joint venture com o Itaú Unibanco, a Luiza Cred, o cartão para empresas será 100% feito pela Magalu. “A tecnologia para emissão e operação do cartão veio da aquisição da fintech ‘Bit55’ e [a gestão de] ‘funding’ será feito por meio de um Fidc [fundo de investimento em direitos creditórios]”, explicou o diretor da Fintech Magalu.

A Fintech Magalu é resultado da integração da Bit55, Stoq e Hub Fintech, adquirida no final de 2020, além de agregar a operação da Luizacred. Seus cerca de 16 milhões de clientes detêm 9 milhões de contas digitais e 7 milhões de cartões de crédito. Em 2021, o volume total de transações (TPV) processados pela Fintech Magalu somou 65 bilhões de reais – o que considera a operação de cartão de crédito pessoa física na parceria com a Luizacred, a sub-adquirência do marketplace e outros serviços financeiros (Banking as a Service) prestados para diversas companhias.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Valor Econômico Atualizado em 23.maio.2022 às 14h55
Os bônus estão desatualizados na era do conhecimento?

Hoje, mais funcionários de escritório colaboram em equipes para realizar tarefas complexas que exigem cooperação e criatividade

Henrique Silva Publicado em 20.maio.2022 às 16h51
Dinheiro deve ser assunto logo no primeiro encontro?

Caso da jornalista que recebeu planilha de gastos do "date" tem muito a ensinar

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 14h27
Ação do Nubank cai quase 9%, mesmo após BTG ter elevado recomendação para ‘neutra’

Nubank agora tem um valor de mercado de US$ 19,9 bilhões, abaixo de Itaú, Bradesco, Santander e Banco do Brasil

JOTA Atualizado em 21.maio.2022 às 07h47
Análise: Como mitigar os efeitos da inflação no seu bolso?

Correção dos rendimentos pela inflação os leva à faixa superior da tabela progressiva do IR

Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 09h28
Rio ou São Paulo: onde o aluguel é mais barato?

Se for para investir, cuidado. Até a poupança tem rentabilidade melhor do que a locação