Inflação e eleição 2022 puxam queda da intenção de compra de imóveis

Pesquisa indica que brasileiros estão mais cautelosos para tomar uma decisão, diante das incertezas nos campos político e econômico

Foto: Brenno Carvalho/Agência O Globo

Uma pesquisa da consultoria Brain, divulgada nesta segunda-feira (22) em coletiva da CBIC (Câmara Brasileira da Indústria de Construção), mostrou um recuo na intenção de compra de imóveis ao longo de 2021. A taxa caiu de 44%, em fevereiro, para 39%, no levantamento feito em setembro.

Entre os entrevistados, 45% citaram o aumento da inflação como principal fator que poderá afetar a tomada de decisão. Em seguida aparecem o cenário político com a eleição no próximo ano (31%), a taxa de desemprego ainda em um patamar elevado (24%), a alta de juros para o financiamento (20%), o baixo crescimento da economia (19%) e a pandemia de covid-19 (10%).

Com informações do Valor PRO, serviço de notícias em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 12h23
Sondagem da XP vê inflação no fim de 2022 maior do que projeção do último Focus

Divulgação do relatório do Banco Central está paralisada por causa da greve dos servidores

Manhã Inteligente Publicado em 12.maio.2022 às 12h36
Tesouro Direto em alta, corte nas tarifas de alimentos, Nubank compra criptomoedas

Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre os assuntos que vão afetar seus investimentos hoje

Redação IF Publicado em 11.maio.2022 às 14h36
Redação IF Publicado em 11.maio.2022 às 10h10
Energia elétrica ajudou a frear IPCA de abril

Movimento foi influenciado pela mudança na bandeira tarifária