IF HOJE: Vendas do varejo caem 1,3% em setembro, mais que o dobro do esperado

Na comparação com setembro de 2020, a previsão é de queda de 4,3%

Rua de comércio no centro do Rio de Janeiro (Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O volume de vendas no varejo em setembro é o destaque desta quinta-feira (11). O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) informou nesta manhã que as vendas do comércio caíram 1,3% em setembro na comparação com o mês anterior e 5,5% ante o mesmo período do ano passado.

A expectativa dos analistas era que, em setembro, as vendas tivessem recuado 0,6% em relação a agosto. Na comparação com setembro de 2020, a expectativa era de queda de 4,3%.

Foto: Reprodução/IBGE

Por que importa?

A pesquisa de comércio do IBGE dá um bom panorama da atividade econômica no Brasil. Ao lado de serviços, comércio compõe mais da metade do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, gerando a maior parte dos empregos.

Como afeta seus investimentos?

Uma queda maior do que a esperada no varejo é um sinal de que a economia está pior do que se imaginava, o que pode levar a Bolsa de Valores e o real a cair, elevando os juros futuros. Alguns ativos de renda fixa podem se beneficiar do movimento.

Fique por dentro

Gás mais caro

De acordo com o jornal Valor Econômico, a Petrobras propôs entre dois e quatro aumentos no preço do gás natural em 2022. A Abegás, representante das concessionárias de gás, deve entrar com uma representação no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) contra a petroleira.

PEC dos Precatórios

Segundo o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra (MDB-PE), a PEC dos Precatórios deve ser discutida na CCJ (Comissão de Constituição de Justiça) entre 23 e 24 de novembro. O projeto visa o adiamento do pagamento de precatórios (dívidas do governo) e a mudança no cálculo do teto de gastos para viabilizar o Auxílio Brasil, substituto do Bolsa Família. O último pagamento do programa de assistência social foi em outubro.

Evergrande

A gigante imobiliária chinesa Evergrande teria deixado de pagar US$ 148 milhões em juros que vencerem nesta quarta (10) a um dos seus credores, a empresa alemã Deutsche Marktscreening Agentur. De acordo com comunicado ao mercado da credora, ela prepara um processo de falência contra a Evergrande. Em setembro, a construtora chinesa anunciou que não teria como honrar seus compromissos.

Para prestar atenção hoje

Antes das 10h: Azul e Grupo GPS divulgam seus respectivos balanços do terceiro trimestre.

Após 18h: Agrogalaxy, Alliar, Alphaville, Ambipar, Americanas, B3, Banco BMG, Bemobi, BR Brokers, BR Malls, Bradespar, C&A Modas, CCR, Cemig, CPFL Energia, Cury, Cyrela, Dasa, Energisa, EZTec, Ferbasa, Focus Energia, Grupo Mateus, Grupo SBF (Centauro), Grupo Soma, Hapvida, Hidrovias do Brasil, IMC, IRB Brasil, Lavvi Empreendimentos, Light, Lojas Renner, Magazine Luiza, Mahle-Metal Leve, Mills Estruturas, Modalmais, Multilaser, Natura &Co, Neogrid, Orizon, Ourofino Saúde Animal, Plano & Plano, Portobello, Qualicorp, Raízen, Randon, Renova Energia, Rumo, Sabesp, Sanepar, SYN (ex-CCP), Triunfo, TC (ex-TradersClub), Tecnisa, Time For Fun (T4F), Track&Field, Trisul, Unicasa, Unifique, Unipar Carbocloro, Vittia Fertilizantes, Viver, Westwing, Wilson Sons e Wiz publicam seus resultados.


Você também pode gostar
Redação IF Atualizado em 23.maio.2022 às 19h36
Dow Jones sobe mais de 600 pontos; S&P 500 se afasta do território ‘Bear Market’

O S&P 500, índice de referência do mercado de ações nos EUA, avançou 1,9% nesta segunda-feira