IF HOJE: reação ao Copom, inflação do aluguel e IPO do Nubank movimentam mercados

Nubank estreia na Bolsa de Valores de Nova York nesta quinta (9)

Sede do Nubank, em São Paulo (Foto: Divulgação)

Juros e inflação são o destaque desta quinta-feira (8). O mercado financeiro deve refletir a elevação da Selic para 9,25% ao ano anunciada na véspera pelo Copom, que sinalizou um juro de 11% em fevereiro e ampliou as expectativas para a inflação, bem como a primeira prévia do IGP-M, conhecida como a inflação do aluguel, de dezembro.

Investidores esperam ver uma desaceleração no índice inflacionário calculado pela FGV (Fundação Getulio Vargas).

Por que importa?

Os indicador de dezembro sinaliza o caminho dos preços, e consequentemente da Selic e da inflação, em 2022.

Como impacta seus investimentos?

Se a prévia do IGP-M fugir das expectativas, o mercado pode precificar juros e inflação mais altos no ano que vem, o que beneficia produtos pós-fixados e atrelados aos índices inflacionários.

Fique por dentro:

Nubank se torna o banco brasileiro mais valioso

Segundo o Pipeline, do jornal Valor Econômico, o Nubank fixou o valor de US$ 9 (R$ 49,80) por ação em seu IPO (oferta inicial de ações, na sigla em inglês) na Bolsa de Valores de Nova York. Somadas, as ações apontam um valor de mercado de US$ 41,5 bilhões (R$ 229,6 bilhões), acima de Itaú (R$ 212,8 bilhões) e Bradesco (R$ 187,6 bilhões).

A previsão é que o Nubank faça sua estreia na Bolsa nesta quinta (9).

Conta em dólar

Na quarta (8), o Senado aprovou o marco legal do câmbio, que possibilita a conta bancária de pessoas físicas em moeda estrangeira no Brasil. Agora, a medida vai para sanção do presidente Jair Bolsonaro.

Outras mudanças são: ampliação de limite de gastos em viagens internacionais de R$ 10 mil para US$ 10 mil e permissão de troca de até US$ 500 entre pessoas físicas.

O projeto é uma idealização do Banco Central e está no Congresso desde 2019.

Vale-gás

Em dezembro, a Petrobras vai financiar o vale-gás de R$ 100 destinado a 300 mil famílias em situação de vulnerabilidade social. O objetivo é possibilitar a compra de um botijão de gás de cozinha por mês.

PEC dos Precatórios

Parte da PEC dos Precatórios foi promulgada por Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presidente do Congresso, na quarta (8). Senadores levantaram críticas apontando que o acordo para que o os gastos liberados pelo projeto fossem destinados apenas à seguridade social e à transferência de renda não foi cumprido.

Dentre as mudanças no texto promulgado está a o período de aferição do teto de gastos, que foi de julho a junho para janeiro a dezembro, abrindo espaço para mais gastos governamentais dada a alta inflação. Serão R$ 62 bilhões a mais em 2022.

Para ficar de olho hoje:

04h: Alemanha divulga a balança comercial de outubro

10h30: EUA publicam os dados semanais de pedidos iniciais de seguro-desemprego

12h: EUA trazem dados de estoques e vendas no atacado em outubro


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 08h55
Inflação: pequenas mudanças driblam a disparada dos preços

Com regras simples, você vai tomar as melhores decisões para o seu bolso

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 18h02
Prévia da inflação de maio deve elevar projeções para a Selic, avaliam economistas

Analistas do mercado consideram que ciclo de aperto monetário pode se estender mais um pouco

Redação IF Publicado em 24.maio.2022 às 10h23
Presidente do Bradesco diz que inflação deve começar a ficar ‘mais controlada’ a partir de 2023

Octavio de Lazari Junior acredita também que a taxa de juros 'só poderá ser reduzida no ano que vem'

Redação IF Publicado em 23.maio.2022 às 09h16
Macy’s pode oferecer pistas sobre força dos gastos do consumidor nos EUA

Investidores monitoram pistas sobre o comportamento da inflação no país