IF HOJE: IGP-DI recua 0,58% em novembro

O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) caiu 0,58% em novembro, ante elevação de 1,60% no mês anterior, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV), nesta terça-feira

Indústria em SP (Foto: Edilson Dantas/Agência O Globo)

O mercado aguardava ansiosamente por sinais de que a inflação está desacelerando. Um dos primeiros indicadores neste sentido veio nesta terça-feira (7).

Em novembro, o IGP-DI (Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna), calculado pelo Ibre/FGV (Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas), caiu 0,58%, um recuo maior do que o esperado (0,50%). Em novembro de 2020, o índice registrou ganho de 2,64%.

O IGP-DI inflacionário contempla o aumento de preços em todo o processo produtivo, incluindo matérias-primas agrícolas e industriais, produtos intermediários e bens e serviços finais.

Em outubro, houve alta de 1,60%. No acumulado de 2021, há uma elevação de 16,28%. Em 12 meses, o aumento do índice é de 17,16%.

Por que importa?

Economistas estimam que a inflação está perto de ceder, após muitos meses de fortes altas. O IGP-DI fortalece esta teoria e aponta a probabilidade do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), índice oficial de inflação do Brasil, também ter desacelerado.

Como pode afetar seus investimentos?

Se os preços não começarem a baixar, o Banco Central pode ter que subir ainda mais os juros, o que pode desestimular a atividade econômica e desvalorizar ativos de renda variável. E, com juros mais altos, a renda fixa fica mais atrativa.

Fique por dentro:

CVM investiga Petrobras

As falas de Jair Bolsonaro no domingo (5) sobre uma suposta redução da Petrobras no preço da gasolina levaram a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) a abrir o terceiro processo de investigação envolvendo a petroleira em poucas semanas. Como se trata de uma empresa de capital aberto, qualquer decisão estratégica deve ser informada aos investidores. Não foi o caso. Após a declaração do presidente, a companhia disse que não há nenhuma definição sobre o tema.

Nesta segunda, Bolsonaro voltou ao tema e disse que o preço da gasolina “tem que cair” dada a recente desvalorização do barril de petróleo no mercado internacional.

Saques na poupança

Os saques na caderneta de poupança superaram os investimentos em novembro. Foram R$ 12,377 bilhões a menos no saldo mensal, segundo dados do Banco Central. Em 2021, há saque líquido de R$ 43,156 bilhões.

Novas notas de euro

O BCE (Banco Central Europeu) está redesenhando as notas de euro. Segundo comunicado desta segunda (6), serão feitas consultas a cidadãos da zona do euro, culminando em um novo design em 2024.

“As notas de euro são um símbolo tangível e visível de que estamos juntos na Europa, especialmente em tempos de crise, e ainda há uma forte demanda por elas”, afirmou Christine Lagarde, presidente do BCE. “Após 20 anos, é hora de revisar a aparência de nossas notas para torná-las mais identificáveis para europeus de todas as idades e origens” completou.

Para acompanhar hoje:

10h30: EUA divulgam balança comercial de outubro

20h50 Japão publica o PIB do terceiro trimestre


Você também pode gostar
JOTA Atualizado em 21.maio.2022 às 07h47
Análise: Como mitigar os efeitos da inflação no seu bolso?

Correção dos rendimentos pela inflação os leva à faixa superior da tabela progressiva do IR

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 09h06
IGP-M desacelera para 0,39% na segunda prévia de maio, aponta FGV

Houve recuos nos preços ao produtor, ao consumidor e nos custos da construção

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 12h23
Sondagem da XP vê inflação no fim de 2022 maior do que projeção do último Focus

Divulgação do relatório do Banco Central está paralisada por causa da greve dos servidores