IF HOJE: IGP-M avança 0,76% na segunda prévia de novembro, diz FGV

Resultado mostra aceleração ante igual leitura de outubro, quando o indicador registrou contração de 0,03%; custo da construção também subiu no período, de 0,33% para 0,60%

Foto: Pixabay

O destaque desta quinta-feira (18) é a segunda prévia para o mês de novembro do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), o indexador para atualização de preços em aluguéis, energia elétrica e outras tarifas.

O índice avançou 0,76% na segunda prévia de novembro, informou a FGV (Fundação Getulio Vargas). O resultado mostra aceleração ante igual leitura de outubro, quando o indicador havia registrado contração de 0,03%.

O IGP-M resulta da média ponderada de três índices de preços: o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-M), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-M) e o Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-M).

A aceleração do IGP-M foi puxada pelo IPA-M, que passou de deflação de 0,32% na mesma leitura de outubro para alta de 0,77% na divulgação desta quinta-feira. O IPA-M mede variações médias dos preços recebidos pelos produtores domésticos, para os setores agropecuário e industrial, na venda de seus produtos.

O INCC-M também acelerou no período, de 0,33% para 0,60%. O INCC é um importante indicador de custos para o segmento de obras e construções civis no país. Se você possui um financiamento imobiliário, também deve se atentar às alterações deste índice, pois as parcelas sofrem reajustes de acordo com o INCC.

Na contramão do movimento de alta, a FGV registrou alívio do IPC-M entre a segunda prévia de outubro e a segunda leitura de novembro, de 0,98% para 0,82%.

Há poucas semanas, economistas esperavam uma desaceleração na inflação, que não se concretizou. Apesar do baixo nível de atividade econômica no país, fatores como combustível, energia e transportes mais caros continuam a encarecer o custo de vida do brasileiro.

“Agora que a inflação é um dos fatores mais importantes [para o determinar o rumo da economia], estamos olhando todos os índices inflacionários que saem. [Esses números] vão determinar o qual o tamanho do aumento de juros que o Banco Central vai promover”, afirma Rodrigo Knudsen, gestor da Vitreo.

Por que importa?

Apesar de não ser a inflação oficial do país (esse posto é do IPCA, Índice de Preços ao Consumidor Amplo), o IGP-M ainda é utilizado na correção de diversos contratos, especialmente os de aluguel. Além disso, sua trajetória dá uma ideia de como está o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), inflação oficial do país calculada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) com outro método. Ambos os índices têm diversos componentes em comum.

Como afeta seus investimentos?

Com preços subindo sem parar, o Banco Central pode ter que subir ainda mais a Selic. Neste caso, ativos de renda fixa pós-fixados atrelados ao CDI e ao IPCA ficam vantajosos. Considerando o seu orçamento, se você possui um financiamento imobiliário, também deve se atentar às alterações do INCC, que veio mais alto, pois as parcelas sofrem reajustes de acordo com o índice.

Fique por dentro

PEC dos Precatórios

Três senadores do PSDB, Podemos e Cidadania apresentaram ao governo um texto alternativo para a PEC dos precatórios, mantendo a atual fórmula de correção inflacionária do teto de gastos. Para financiar o Auxílio Brasil, o pagamento dos precatórios ficaria fora do teto em 2022.

A proposta do governo é mudar a correção do teto e adiar o pagamento de precatórios, o que abriria mais espaços para gastos. O presidente Jair Bolsonaro quer utilizar essas verbas para reajustar o salário de servidores públicos.

A maioria dos senadores não apoiam a proposta do governo e devem aprovar alterações no texto, entre elas a manutenção do benefício para além de 2022, o que o levaria de volta para a Câmara dos Deputados, arrastando a tramitação da PEC e a definição do Orçamento do próximo ano.

Alimentos mais caros

A gigante alimentícia Cargill prevê que a o preço da comida deve seguir pressionado no próximo ano. Em evento da Bloomberg, David MacLennan, presidente da companhia, afirmou que um dos principais razões para a alta nos preços é a escassez de mão de obra.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 12h23
Sondagem da XP vê inflação no fim de 2022 maior do que projeção do último Focus

Divulgação do relatório do Banco Central está paralisada por causa da greve dos servidores

Manhã Inteligente Publicado em 12.maio.2022 às 12h36
Tesouro Direto em alta, corte nas tarifas de alimentos, Nubank compra criptomoedas

Isabella Carvalho e Caio Camargo falam sobre os assuntos que vão afetar seus investimentos hoje

Redação IF Publicado em 11.maio.2022 às 14h36
Redação IF Publicado em 11.maio.2022 às 10h10
Energia elétrica ajudou a frear IPCA de abril

Movimento foi influenciado pela mudança na bandeira tarifária