E o preço da gasolina nos EUA? Secretária considera isentar combustível de impostos para combater inflação

Janet Yellen afirmou que os altos preços têm sido 'um fardo substancial para as famílias americanas'

Foto: Pixabay

A secretária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, disse na segunda-feira que uma isenção de impostos sobre a gasolina deve ser considerada como uma forma de lidar com a inflação, mesmo que “não seja perfeita” e possa não resultar que toda a redução seja repassada aos consumidores.

Falando a repórteres após reuniões com a ministra das Finanças canadense, Chrystia Freeland, em Toronto, Yellen disse que estudos sugerem que provavelmente haveria uma taxa de repasse mais alta para cortar impostos estaduais sobre combustíveis mais altos do que os impostos federais geralmente mais baixos de 18,4 centavos por galão para gasolina e 24,4 centavos para diesel. Os níveis permanecem inalterados desde 1993.

“Acho que os estudos sugerem que há um repasse razoavelmente alto quando o Estado faz isso para os preços na bomba, não cheios, mas razoavelmente altos”, disse Yellen. “No nível federal, temos taxas de gás muito mais baixas do que no nível estadual, e as evidências são mais variadas.”

Os altos preços dos combustíveis têm sido “um fardo substancial para as famílias americanas”, disse Yellen. Uma isenção fiscal de combustível que elimina temporariamente esses impostos, “embora não seja perfeito, é algo que deve ser considerado” para lidar com a inflação, disse ela.

Yellen rejeitou a ideia de reviver o projeto do oleoduto Keystone XL Canadá-EUA como forma de aliviar a pressão ascendente sobre os preços do petróleo no curto prazo causada pela invasão da Ucrânia pela Rússia. O presidente dos EUA, Joe Biden, em seu primeiro dia no cargo, rejeitou a permissão para a Keystone XL, que transportaria betume modificado das areias betuminosas do Canadá para refinarias no meio-oeste dos EUA e na costa do Golfo, argumentando que isso traria décadas de uso intensivo de combustível fóssil de carbono nos Estados Unidos.

“Não acho que seja algo que, mesmo que fosse permitido, levaria anos para ser concluído, então não vejo isso como uma medida de curto prazo para lidar com a situação atual”, disse Yellen. “E a longo prazo, continuamos comprometidos com nossos objetivos de mudança climática. Mas, você sabe, cabe realmente ao presidente considerar.”

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
JOTA Atualizado em 24.jun.2022 às 21h08
ANÁLISE: Por que suspeita sobre Bolsonaro vazar informações para Milton Ribeiro não deve ter consequências jurídicas?

Outros casos de suspeita de corrupção e de interferência na PF envolvendo o presidente não avançaram na Justiça, diz Felipe Recondo, do JOTA

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 18h45
Diesel e gasolina sobem e preços nos postos atingem recorde histórico, diz ANP

Diesel sobe pela terceira semana seguida. Gasolina inverteu movimento de queda e teve nova alta

Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 17h58
Como o TikTok se tornou uma máquina de fazer dinheiro?

Plataforma vai triplicar receita publicitária este ano, para US$ 12 bi e ainda amplia ganho de tiktokers, avança em games e e-commerce

Redação IF Atualizado em 24.jun.2022 às 18h49
Ibovespa fecha semana em baixa de 1,15%; dólar alcança maior valor desde fevereiro e sobe 2,13% na semana

Moeda americana voltou a superar R$ 5,25 e tem 4ª semana consecutiva de alta frente ao real

Papo de Finanças Publicado em 24.jun.2022 às 17h04 Duração 8 min.
Como ter segurança nos investimentos?

Você está se sentindo aflita com tanta instabilidade na economia? Nina Silva explica o que fazer em momentos tão tensos

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h57
Dólar apresenta volatilidade e bate R$ 5,27 na máxima

Moeda americana opera sem uma tendência definida

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 12h53
Inflação e baixa renda inibem recuperação do consumo no Brasil

Indicador da FGV mostrou uma melhora da confiança entre as faixas de maior poder aquisitivo

JOTA Publicado em 24.jun.2022 às 12h39
Projeto transforma créditos de ICMS em ativos virtuais para negociação

Proposta tenta incentivar as exportações no país; especialista afirma que projeto é importante, mas ainda imaturo

Redação IF Publicado em 24.jun.2022 às 11h46