Dólar fecha em alta de 1,06%, a R$ 5,745, máxima em nove meses

O dólar começou a penúltima semana do ano em firme alta com os temores do avanço da variante ômicron e desconfiança em torno do Orçamento de 2022

Dólar termina a terça-feira em leve alta (Foto: Pixabay)

O dólar começou a penúltima semana do ano em firme alta com os temores do avanço da variante ômicron do coronavírus, que gera no mercado um movimento de aversão a risco. Investidores também olham com desconfiança a tramitação do Orçamento de 2022, no momento em que se acumulam pressões por reajustes de salários de algumas categorias e por um benefício médio superior a R$ 400 para o Auxílio Brasil

O dólar saltou 1,06% nesta segunda-feira (20), a 5,745 reais na venda, maior patamar desde 30 de março (5,7588 reais). A cotação operou em alta por toda a sessão e acelerou fortemente os ganhos na reta final, renovando sucessivamente os picos. No dia, a moeda variou de R$ 5,69 (+0,10%) a R$ 5,747 (+1,10%%).

No mercado de câmbio doméstico,. Assim, o dólar chegou ao fim do pregão negociado a R$ 5,7410, em alta de 1,00%, no maior nível de fechamento desde 30 de março.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 20.maio.2022 às 17h52
Ibovespa sobe 1,39% com alta das commodities; na semana, avanço é de 1,46%

Investidores estão otimistas com a retomada dos estímulos econômicos pela China

Redação IF Atualizado em 20.maio.2022 às 17h58
Dólar tem queda de 0,89% com corte de juros na China e acumula baixa de 3,64% na semana

O real seguiu o movimento das moedas de países emergentes nesta sexta (20)

Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 17h32
Dólar fecha em queda de 2,14%, a R$ 4,9419, com exterior positivo

A redução das medidas de restrição na China favoreceu a das commodities e beneficiou moedas de países exportadores

Redação IF Atualizado em 13.maio.2022 às 17h55
Ibovespa fecha em alta e acumula ganho de 1,70% na semana

Nesta sexta-feira, após ajustes, Ibovespa encerra sessão em alta de 1,17%, aos 106.924 pontos

Redação IF Atualizado em 11.maio.2022 às 17h45
Ibovespa tem dia de alta, impulsionado por petroleiras

Petrobras e Petro Rio foram as maiores altas do pregão