Balança comercial tem superávit de US$ 366 milhões na semana

Em dezembro, a balança acumula superávit de US$ 2,172 bilhão e, no ano, de US$ 59,232 bilhões

Foto: PIxabay

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 366,4 milhões na terceira semana de dezembro, informou a Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério da Economia. O valor é resultado de US$ 5,057 bilhões em exportações e importações de US$ 4,690 bilhões no período. Em dezembro, a balança acumula superávit de US$ 2,172 bilhão e, no ano, de US$ 59,232 bilhões.

Exportações

A média diária de exportações subiu 34,7% (para US$ 1,13 bilhão) nas três primeiras semanas de dezembro, se comparada ao mesmo mês do ano passado. A agropecuária liderou o avanço dos embarques com alta de 53,2%, seguida da indústria de transformação (+33,5%) e extrativa (+27,8%).

Importações

A média diária de importações subiu 34,5% (para US$ 962,62 milhões) nas três primeiras semanas do mês, quando comparada a dezembro do ano passado. Os desembarques foram liderados pela indústria extrativa (+171,4%), seguidos da indústria de transformação (28,7%) e da agropecuária (27,4%).


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

Valor Econômico Atualizado em 16.maio.2022 às 20h10
Magazine Luiza reverte lucro e tem prejuízo de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre

Rede afirma que o resultado reflete o aumento de despesas financeiras no período

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 12h23
Sondagem da XP vê inflação no fim de 2022 maior do que projeção do último Focus

Divulgação do relatório do Banco Central está paralisada por causa da greve dos servidores

Manhã Inteligente Publicado em 16.maio.2022 às 10h50
Greve no Banco Central, dados econômicos de Brasil e EUA, novo índice agro na B3

Isabela Carvalho e Victor Vietti comentam esses e outros assuntos que podem afetar seus investimentos