Apple decide aposentar iPod após mais de 20 anos

Aparelho surgiu em 2001, mas perdeu relevância com o smartphone e os streamings de música

Apple aposenta iPod depois de 20 anos
Aparelho surgiu em 2001, mas perdeu relevância com o smartphone e os streamings de música. Foto Pixabay

A Apple anunciou nesta terça-feira que não vai mais produzir o iPod, reprodutor de música portátil que revolucionou a indústria musical desde seu lançamento há mais de duas décadas.

De acordo com a companhia, a última versão do aparelho, o iPod Touch, ficará disponível enquanto estiver em estoque. A Apple destacou que seus serviços de música, como o Apple Music, continua disponível nos seus outros eletrônicos.

“Hoje, o espírito do iPod continua a viver”, diz Greg Joswiak, vice-presidente de marketing global da Apple, em nota.

Para alguns, o iPod foi o primeiro aparelho da Apple. O reprodutor de música caiu em desuso nos últimos anos, sendo superado pelo iPhone e outros smartphones que deram a capacidade de ouvir música de forma portátil.

O iPod original foi lançado em outubro de 2001 e pesava menos de 200 gramas. Em 2004, a Apple lançou o iPod Mini e em 2006 o iPod Nano. O iPod Touch foi lançado em 2007 e a nova geração do iPod Nano em 2012.

Em 2015, a companhia fundada por Steve Jobs lançou o iPod Suffle e há dois anos lançou a versão mais recente do iPod Touch.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 17.maio.2022 às 07h26
Freio na economia chinesa deve fazer Brasil crescer menos

Analistas projetam expansão menor em 2023 e inflação global maior, também devido à guerra na Ucrânia e à alta de juros nos EUA

Valor Econômico Atualizado em 16.maio.2022 às 20h10
Magazine Luiza reverte lucro e tem prejuízo de R$ 161,3 milhões no primeiro trimestre

Rede afirma que o resultado reflete o aumento de despesas financeiras no período

Redação IF Publicado em 16.maio.2022 às 12h23
Sondagem da XP vê inflação no fim de 2022 maior do que projeção do último Focus

Divulgação do relatório do Banco Central está paralisada por causa da greve dos servidores