Acordo final entre Elon Musk e Twitter pode ser anunciado nesta segunda-feira

O Twitter está em discussões avançadas nesta segunda-feira para dar resposta à oferta de Elon Musk

Elon Musk tem fortuna avaliada em US$263 bilhões. Deve conquistar seu primeiro trilhão em 2024, aos 52 anos
Elon Musk tem fortuna avaliada em US$263 bilhões. Deve conquistar seu primeiro trilhão em 2024, aos 52 anos

O Twitter está na reta final das negociações que podem culminar com uma venda de US$ 44 bilhões para Elon Musk. Caso se concretize, o acordo pode ser classificado como uma das maiores aquisições de uma empresa listada em bolsa. A informação, atualizada há pouco, vem das agências internacionais de notícias.

Um acordo poria fim a uma saga de duas semanas em que se viu Musk acumular uma participação de cerca de 9% na empresa de mídia, lançar uma saraivada de críticas à administração do Twitter, recusar a chance de ingressar no conselho da empresa, e depois anunciar uma oferta de US$ 54,20 por ação, que muitos analistas de mercado classificaram como uma piada.

Portanto, caso a informação se confirme, seria uma reviravolta incrível, apenas 11 dias depois que o bilionário revelou sua oferta à rede social. Espera-se que o acordo seja anunciado após o fechamento do mercado desta segunda-feira.

Não está claro por que o valor total do negócio aumentou ligeiramente em relação às expectativas anteriores, mas pode estar relacionado a uma contagem atualizada de ações.

Esperava-se que o Twitter rejeitasse a oferta, que Musk fez em 14 de abril sem dizer como pagaria por ela. A empresa colocou em prática a chamada ‘pílula de veneno’ para impedi-lo de aumentar sua participação na companhia. No entanto, depois que Musk delineou um plano de financiamento de dívida de US$ 25,5 bilhões, tendo o Morgan Stanley como financiador (além de outros investidores de peso), a empresa se animou com a ideia, e abriu as portas para as negociações. Musk segue alinhando parceiros para a aquisição e continua conversando com potenciais coinvestidores, informou a Bloomberg.

As ações do Twitter subiam cerca de 6% ao meio-dia desta segunda-feira.

Musk disse desde o início que sua oferta de US$ 54,20 por ação é sua “melhor e final” proposta. Ele reiterou novamente ao presidente do Twitter, nos últimos dias, que não vai ceder em sua oferta.

A possível reviravolta por parte do Twitter ocorre depois que Musk se reuniu em particular na sexta-feira com vários acionistas da empresa para exaltar as virtudes de sua proposta enquanto repetia que o conselho tem uma decisão de “sim ou não” a tomar, segundo o WSJ.

O Twitter está programado para divulgar os resultados do primeiro trimestre nesta quinta-feira (28) e espera-se que responda à oferta de Musk antes disso.

Musk disse que quer fazer do Twitter um bastião da liberdade de expressão e sugeriu uma ampla revisão estratégica caso se torne proprietário da plataforma. Entre as mudanças, seria permitido aos usuários editar seus tweets, tornar o algoritmo de código aberto e reprimir bots anônimos usados para divulgar golpes e espalhar desinformação. Ele não disse quem apontaria para liderar a empresa, mas deixou claro que não é fã do atual CEO, Parag Agarwal, que sucedeu o cofundador Jack Dorsey.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 11h27
Ibovespa sobe com ajuda de Vale e siderúrgicas

Mercado acionário doméstico resiste a nova abertura negativa em NY

Redação IF Publicado em 19.maio.2022 às 10h53
Como o trabalhador poderá usar o FGTS para comprar ações da Eletrobras

Tipo de investimento já foi feito anteriormente em vendas de ações da Petrobras e da Vale

Manhã Inteligente Publicado em 19.maio.2022 às 10h26
Guerra na Ucrânia, queda das ações da Amazon, Madonna e NFTs

Isabella Carvalho e Ítalo Martinelli falam sobre os assuntos que podem afetar seus investimentos nesta quinta (19)

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 09h39
Bolsas europeias caem mais de 2% e futuros de NY sinalizam continuidade das perdas

Clima de cautela prevalece nos negócios em meio às preocupações com o impacto da inflação elevada no crescimento econômico global

Valor Econômico Atualizado em 19.maio.2022 às 08h39
Cenário global desperta interesse por Brasil, diz executivo da bolsa de Nova York

Chefe de mercados internacionais da bolsa de Nova York aponta que ADRs brasileiros são um dos ativos mais líquidos no mercado americano atualmente

Redação IF Atualizado em 19.maio.2022 às 06h32
Governo quer registrar venda da Eletrobras nas bolsas de NY e SP na próxima semana

Após aprovação do TCU, objetivo é tentar acelerar o processo e garantir a privatização da empresa até 15 de junho

Valor Econômico Publicado em 19.maio.2022 às 06h12
Grandes investidores ampliam dinheiro em caixa para maior patamar desde atentados de 11 de setembro

Preferência por dinheiro vivo coincide com enfraquecimento significativo das expectativas quanto aos lucros das empresas