Dólar sobe 4,36% na semana e encosta em R$ 5 pressionado pela inflação nos EUA

Nesta sexta, moeda americana teve valorização de 1,44%, vendida a R$ 4,9871

(Foto: Celyn Kang/Unsplash)

O dólar encerrou a sessão desta sexta-feira (10) em alta de 1,44%, a R$ 4,9871. O movimento refletiu os dados do índice de preços ao consumidor dos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês), que vieram acima das estimativas e aumentaram as preocupações de que o Federal Reserve (Fed, banco central americano) tenha que ser mais agressivo em sua política monetária para conter a inflação.

Na semana, o dólar comercial acumulou alta de 4,36%. Na máxima do dia, chegou a R$ 5,0117. No mercado futuro, o dólar para julho avançava 1,60%, para R$ 5,0125, no final da sessão. No exterior, o índice DXY, que mede o desempenho do dólar contra uma cesta de seis principais moedas globais, avançava 0,93%, aos 104,19 pontos.

Com conteúdo VALOR PRO, o serviço de informação em tempo real do Valor Econômico


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 18h00
Ibovespa tem sessão de alta liderada por Petrobras e sobe 0,29% na semana

Entre as baixas, se destacaram empresas do setor de minério de ferro devido à preocupação com a retomada da China

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 17h45
Juros futuros fecham em queda, em linha com taxas dos títulos públicos globais

Medo de recessão nos EUA pesou mais do que riscos fiscais no Brasil

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 18h17
União Europeia chega a acordo histórico para regular critpoativos. ‘É o fim do Velho Oeste digital’, diz parlamentar

NFT com preço fixo, como ingressos para eventos ou itens em games, não serão regulados. Provedores deverão divulgar impacto ambiental dos ativos digitais

Redação IF Atualizado em 01.jul.2022 às 15h13
Dólar dispara e supera R$ 5,33 com temores de recessão global no radar

Mercado também repercute aprovação de PEC que libera gasto bilionário às vésperas das eleições

Redação IF Publicado em 01.jul.2022 às 10h21
Criptomoedas iniciam julho no vermelho com bitcoin abaixo de US$ 20 mil

Bitcoin teve sua pior perda trimestral em mais de uma década

Valor Econômico Publicado em 01.jul.2022 às 08h34
Cenário de recessão pode piorar mercado acionário nos EUA, alerta pesquisador

Noriel Roubini considera como 'perigosamente ingênua' a visão de analistas que a recessão será leve e de curta duração