Com medo da inflação e da desaceleração econômica global, Ibovespa cai 0,43%

As ações ligadas ao setor de commodities tiveram as maiores perdas

Bolsa de Valores de São Paulo, a B3 (Foto: Rafael Matsunaga/Wikimedia)

Sem uma força clara para recolocar o principal índice da bolsa brasileira à sua trajetória de ganhos, o Ibovespa encerrou a sessão desta segunda-feira (18) em baixa, pressionado por ações ligadas a commodities, e estendeu as perdas acumuladas na semana passada.

Em meio ao receio dos investidores com a inflação elevada ao redor do mundo e os esforços dos bancos centrais para conter a alta de preços, os sinais de desaceleração na economia global entram cada vez mais no radar dos agentes, limitando também a demanda por ativos de risco.

O Ibovespa, principal índice acionário brasileiro, encerrou o dia em queda de 0,43%, aos 115.687,25 pontos.


Você também pode gostar
Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 10h10
Ibovespa tem tendência de queda com inflação e Petrobras se mantendo no radar

Investidores aguardam a divulgação da ata da última reunião do Fed

Entrevista da Semana Publicado em 25.maio.2022 às 10h08 Duração 6 min.
Como funciona a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE)?

Anne Dias, editora da IF, entrevista Alex Ibrahim, head de mercados internacionais da NYSE, onde trabalha há mais de 20 anos

Redação IF Publicado em 25.maio.2022 às 08h34
Bolsas europeias e futuros de NY têm alta moderada, antes da ata do Fed

À espera do documento, no pré-mercado em NY, o futuro do S&P 500 tinha leve alta de 0,06% e do Nasdaq avançava 0,18%

Valor Econômico Publicado em 25.maio.2022 às 07h36
Após nova troca, ações da Petrobras caem

Investidor volta a analisar peso político, mas efeito na bolsa foi limitado por ativo ser considerado barato

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 19h58
‘Travamos o bom combate’, disse Coelho, por WhatsApp, em mensagem de despedida

Funcionários relatam clima de falta de rumo com demissão de José Mauro Coelho; indicado para o posto é Caio Paes de Andrade

Redação IF Atualizado em 24.maio.2022 às 18h18
ADRs da Petrobras recuam 3,8% em NY com troca no comando e data de corte de dividendos

Os recibos de ações (ADRs) referenciados nas ações ordinárias da Petrobras fecharam em queda de 3,80% na bolsa de Nova York

Glossário IF Publicado em 24.maio.2022 às 17h24
B3: como surgiu, qual é sua história, o que ela faz?

A Bolsa de Valores brasileira é uma das dez maiores do mundo e a maior da América Latina. Saiba mais no Glossário IF