Ações em alta: PetroReconcavo (RECV3) sobe 4,9% e lidera petrolíferas no Ibovespa; Azul (AZUL4) cai 3,7%

Empresas de petróleo subiram impactadas pela cotação da commodity no mercado internacional, assim como a força do dólar, que segue se valorizando

No dia seguinte à decisão do Copom, o mercado financeiro reagiu com alívio, embora contido. Em dia morno para as ações do Ibovespa, o destaque dentre as ações em alta ficou com as petroleiras, em pregão de alta para a commodity no mercado global. Assim, a ação que mais se valorizou no dia foi a da PetroReconcavo (RECV3): alta de 4,91%.

Ainda no topo, o ranking de ações em alta conta com a sucroalcooleira São Martinho (SMTO3), que subiu 4,19%, e a siderúrgica Usiminas (USIM5), 3,81%.

Por outro lado, se o fortalecimento do dólar favorece as petroleiras e siderúrgicas, atrapalha a vida das aéreas.

A Azul (AZUL4) mais uma vez lidera entre as quedas do Ibovespa, em baixa de 3,72%. A incorporadora MRV (MRVE3) também caiu, essa motivada pela perspectiva de manutenção de Selic no patamar de 10,50% ao ano por um longo período, com recuou de 3,64%.

Da mesma forma, sentiram o golpe as varejistas. E a Magazine Luiza (MGLU3) ficou na terceira posição entre as baixas do Ibovespa, recuando 3,52%.

Ações em alta e em baixa

Para Anderson Silva, especialista em mercado de capitais e sócio da GT Capital, a decisão do Copom no dia anterior acalmou o mercado. No entanto, não foi possível encontrar um link direto entre esse relaxamento dos agentes econômicos e os resultados da bolsa nesta quinta-feira.

“Entre as maiores altas, vemos RECV3, USIM5 e SMTO3, sem nenhum driver específico para alta desses ativos, exceto por SMTO3, que teve divulgação de dados recentes que animaram alguns investidores”, afirma. “Outra alta é de Petrobras, que sobe acompanhando a alta do petróleo lá fora”, destaca.

Top 10 altas do Ibovespa hoje

  • PetroReconcavo ON (RECV3): 4,91%
  • São Martinho ON: SMTO3 4,19%
  • Usiminas PN (USIM5): 3,81
  • Grupo CCR ON (CCRO3): 2,49%
  • Margig ON (MRFG3): 2,48%
  • GPA ON (PCAR3) 2,37%
  • WEG ON (WEGE3) 2,21%
  • CSN ON (CSNA3): 1,80%
  • Petrobras PN (PETR4): 1,78%
  • CSN Mineiração ON: CMIN3 1,78%

Ações em queda: AZUL4, CSNA3 e mais

Na ponta de baixo do Ibovespa, como lembra Anderson Silva, poucas as novidades. Mais uma vez, Azul, MRV e Magazine Luiza foram mal, indicando, portanto, as dificuldades enfrentadas pelas empresas, turbinadas por um momento difícil da economia.

No campo negativo, ele destaca que AZUL4, MRVE3 já são “figurinhas carimbadas” na lanterna do índice. “O dólar alto prejudica companhias aéreas e com isso vemos a Azul sofrendo hoje. E setores de varejo, consumo e construtoras também sofrem, afinal juros altos por mais tempo prejudicam empresas desses setores”, explica.

Dez piores ações do Ibovespa

  • Azul PN (AZUL4): -3,72%
  • MRV ON (MRVE3): -3,64%
  • Magazine Luiza ON MGLU3Ç -3,52%
  • Hypera ON (HYP3): -2,48%
  • Embraer ON (EMBR3): -2,12%
  • Eletrobras PN (ELET6): -1,93%
  • ASAI ON (ASAI3): -1,90%
  • HApvida ON (HAPV3): -1,89%
  • Eletrobras ON (ELET3): -1,85%
  • Cogna Educação ON (COGN3): -1,83%

Leia a seguir

Leia a seguir