Bitcoin segue em baixa e acumula perdas de 6% na semana

Investidores seguem atentos ao fluxo elevado de saída de recursos dos fundos negociados em bolsa (ETFs), que sustentaram os preços recentes

O bitcoin (BTC) segue em baixa nesta sexta-feira, oscilando na casa de US$ 67 mil, e deve terminar a semana com uma desvalorização da ordem de 6%. Investidores seguem atentos ao fluxo elevado de saída de recursos dos fundos negociados em bolsa (ETFs), que sustentaram os preços recentes.

Para André Franco, chefe do Research do MB, as criptomoedas vivem um novo período de lateralidade, mostrando indecisão sobre tendência nos próximos dias após um fluxo líquido negativo de US$ 226 milhões nos fundos negociados em bolsa (ETFs) na quinta.

”O mercado segue lateralizado no último dia, mostrando sua indecisão. Nos dados on-chain, tivemos um aumento de 2.000 unidades de BTC na mão dos investidores de longo prazo (LTH)”, disse.

Perto das 10h25 (horário de Brasília), o bitcoin tinha baixa de 1,1% em 24 horas, cotado a US$ 67.230, e o ether, moeda digital da rede Ethereum, subia 0,2% a US$ 3.518, conforme dados do CoinGecko.

O valor de mercado somado de todas as criptomoedas do mundo era de US$ 2,57 trilhões. Em reais, o bitcoin apresentava desvalorização de 1,34% a R$ 362.582, enquanto o ether recuava 0,18% a R$ 18.981, de acordo com valores fornecidos pelo MB.

Segundo Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move, o presidente do Fed, Jerome Powell deixou claro que só espera um corte de juros nos EUA este ano, provavelmente em dezembro, lembrando que haverá eleições presidenciais no país em novembro.

“O mercado reagiu negativamente, porque esperava dois cortes de juros este ano. A fala foi um banho de água fria depois da inflação vir abaixo do esperado”, destaca.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir