Bancos digitais BTG/Pan, C6 e BMG lideram ranking de reclamações de instituições financeiras

As principais queixas no 3º trimestre estavam ligadas a irregularidades relativas a integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações

O BTG Pactual/Banco Pan liderou o ranking de reclamações direcionadas às maiores instituições financeiras no terceiro trimestre deste ano, conforme divulgado hoje pelo Banco Central.

A lista é construída com base em um indicador que leva em conta o número de queixas recebidas, aquelas consideradas procedentes e o número de clientes de cada banco. Quanto maior a pontuação da instituição, pior foi o seu desempenho.

De julho a setembro de 2022, o BTG Pactual/Banco Pan atingiu 76,14 pontos no ranking, resultado de 1.559 reclamações procedentes em um universo de 20,473 milhões de clientes. Na sequência, vieram C6 Bank (50,18 pontos), BMG (46,87 pontos), Inter (36,81), Santander (28,54) e Bradesco (25,18).

Fazem parte desse primeiro grupo as 15 instituições com maior número de clientes.

Entre aquelas que fazem parte do segundo grupo, os líderes de reclamações foram: Banco Digimais (424,80), Master (373,13), Grupo Bonsucesso-BS2 (323,09) e Portocred (286,17).

As principais queixas registradas no período estavam ligadas a irregularidades relativas à integridade, confiabilidade, segurança, sigilo ou legitimidade das operações e serviços relacionados a cartões de crédito (2.117 reclamações); outros serviços (1.199); oferta ou prestação de informação sobre crédito consignado de forma inadequada (950).

Banco Pan

O Banco Pan diz ter adotado “medidas concretas para constante melhoria da experiência dos clientes, modernização do mercado e uma consequente redução no número de reclamações”.

“Exemplos disso são o pioneirismo na digitalização de processos e a inclusão de ferramentas e serviços no aplicativo do banco que melhoram a experiência e oferecem camadas adicionais de proteção aos clientes, como a autenticação de operações via reconhecimento facial”, complementou.

A instituição reforçou ainda sua posição de “respeito aos clientes e está à disposição em todos os seus canais de atendimento”.

Leia a seguir

Leia a seguir