Quem receberá herança bilionária? Warren Buffett detalha prévia de seu testamento

Em entrevista ao 'The Wall Street Journal', o lendário investidor revelou que quase toda a sua riqueza irá para um novo fundo de caridade supervisionado pela sua filha e dois filhos

Warren Buffett refinou seus planos para doar uma das grandes fortunas da era moderna.

Numa entrevista ao “The Wall Street Journal”, Buffett – presidente e executivo-chefe da Berkshire Hathaway – disse que após a sua morte quase toda a sua riqueza irá para um novo fundo de caridade supervisionado pela sua filha e dois filhos.

O lendário investidor também deixou claro que as suas doações à Fundação Bill & Melinda Gates, para a qual já doou milhares de milhões, chegarão ao fim. “A Fundação Gates não receberá nenhum dinheiro depois da minha morte”, disse Buffett.

O bilionário de Omaha, Nebraska, já doou mais de metade das suas ações da Berkshire, a empresa que assumiu o controle em 1965 e que transformou numa potência. Após a última rodada de contribuições de caridade divulgada na manhã de sexta-feira (28), Buffett possui quase US$ 130 bilhões em ações da empresa.

Seus três filhos devem decidir por unanimidade para quais propósitos filantrópicos o dinheiro será destinado.

Buffett, de 93 anos, disse que não estabeleceu ordens para Susie, Howie e Peter Buffett. Mas ele compartilhou sua perspectiva pessoal sobre doar.

“[O dinheiro] deveria ser usado para ajudar as pessoas que não tiveram a mesma sorte que nós”, disse ele. “Há oito bilhões de pessoas no mundo, e eu e meus filhos estamos no 100º lugar mais sortudo de 1% ou algo assim. Há muitas maneiras de ajudar as pessoas.”

Em 2006, Buffett, que defende a filantropia salvadora, anunciou que estava pronto para doar. Ele se comprometeu a fazer doações anuais ao longo de sua vida para a Fundação Gates e quatro fundações ligadas à sua família. Mas era menos claro o que aconteceria com a sua riqueza que restava após sua morte.

Buffett disse ao “The Wall Street Journal” que suas doações às cinco fundações continuarão apenas enquanto ele estiver vivo.

Buffett disse que mudou seu testamento diversas vezes. Ele chegou ao plano atual depois de ver como seus filhos amadureceram ao longo dos anos.

Susie Buffett, de 71 anos, mora em Omaha e preside a Fundação Sherwood, que promove a educação infantil e a justiça social. Ela também preside a Fundação Susan Thompson Buffett, batizada em homenagem a sua mãe, a primeira esposa de Buffett, que morreu em 2004. A fundação financia direitos reprodutivos, bem como bolsas de estudo para faculdade, de acordo com declarações fiscais.

Howie Buffett, que tem 69 anos e mora em Decatur, Illinois, cultiva fazendas e dirige a Fundação Howard G. Buffett, que trabalha pela segurança alimentar, mitigação de conflitos e combate ao tráfico de pessoas. Tanto Susie quanto Howie Buffett fazem parte do conselho da Berkshire.

Leia a seguir

Leia a seguir

Peter Buffett, 66 anos, compositor musical que mora perto de Kingston, Nova York, e sua esposa, Jennifer Buffett, lideram a Fundação NoVo, cujos projetos incluem trabalhar com comunidades indígenas.

“Sinto-me muito, muito bem com os valores dos meus três filhos e tenho 100% de confiança na forma como eles conduzirão as coisas”, disse Warren Buffett ao “The Wall Street Journal”.

O executivo-chefe da Berkshire acrescentou que seus filhos terão uma vantagem sobre ele na resposta a quaisquer mudanças futuras nas leis que regem impostos e fundações.

“Gosto de pensar que posso pensar fora da caixa, mas não tenho certeza se consigo pensar fora de um ‘caixão’ enterrado sete palmos abaixo do solo e fazer um trabalho melhor do que três pessoas que estão na superfície e em quem confio completamente”, disse o investidor

A Berkshire disse na sexta-feira que Buffett converteria 8.674 de suas ações Classe A em ações Classe B para fazer outra rodada de doações.

A Bill & Melinda Gates Foundation Trust receberá essas ações Classe B no valor de cerca de US$ 4 bilhões, segundo o preço de fechamento de quinta-feira (26), enquanto a Fundação Susan Thompson Buffett está recebendo cerca de US$ 400 milhões. As fundações da filha e dos filhos de Buffett estão recebendo, cada uma, mais de US$ 280 milhões em ações. Uma ação Classe A carrega a participação acionária de 1.500 ações Classe B, e as ações A têm uma vantagem ainda maior no poder de voto.

Em 2006, Buffett escreveu cartas para cada uma das cinco fundações expondo suas contribuições planejadas. Ele designou uma parcela de ações para doações a cada fundação. Seis anos depois, Buffett dobrou o compromisso com as fundações de seus filhos.

Todos os anos, 5% das ações restantes seriam contribuídas para a respectiva fundação. Isso significava que o número de ações doadas diminuiria a cada ano, embora um aumento no preço das ações pudesse significar que o valor das doações aumentaria. As ações Classe B da Berkshire estão sendo negociadas a mais de seis vezes o seu preço no final de junho de 2006, o que representa um desdobramento de ações em 2010.

Mas o texto dessas cartas deixou alguma ambiguidade sobre o que aconteceria com as ações que ele possuía no momento de sua morte.

A Fundação Gates, uma das maiores do mundo, é conhecida pelo seu trabalho na saúde global, bem como na pobreza e na igualdade de género. De 2006 a 2023, Buffett doou à fundação US$ 39,3 bilhões, segundo números divulgados.

O presidente-executivo, Mark Suzman, disse que a Fundação Gates está profundamente grata pelas doações de Buffett.

“Warren Buffett tem sido extremamente generoso com a Fundação Gates ao longo de mais de 18 anos de contribuições e conselhos”, disse Suzman. “Ele desempenhou um papel inestimável na defesa e na definição do trabalho da fundação para criar um mundo onde todas as pessoas possam viver uma vida saudável e produtiva.”

Buffett atuou como curador da Fundação Gates até 2021; ele renunciou menos de dois meses depois que o casal anunciou seus planos de divórcio. Melinda French Gates renunciou recentemente à fundação, com seu último dia previsto para o início deste mês.

Buffett se recusou a dizer há quanto tempo seu plano patrimonial estava em vigor. Ele descreveu seus contornos em um comunicado à imprensa de novembro sobre doações suplementares de ações da Berkshire às quatro fundações familiares.

Em entrevistas, os filhos de Buffett disseram que não tomaram nenhuma decisão sobre como desembolsar os bilhões de dólares.

“Não falamos sobre o que faremos porque parece um pouco prematuro”, disse Susie Buffett. “Posso imaginar que provavelmente será uma continuação do que temos feito.”

Peter Buffett disse que as suas eventuais decisões poderão ser afetadas por tudo, desde os preços das ações às leis fiscais e aos desenvolvimentos sociais e políticos. “Existem tantas variáveis que é realmente impossível saber quais serão as decisões corretas no momento”, disse ele.

Howie Buffett reconheceu o tamanho da tarefa que ele e seus irmãos têm pela frente. “Alguém terá que assumir a responsabilidade pela quantidade de dinheiro que deseja investir em uma fundação de caridade”, disse ele. “Acho que é um privilégio fazer isso.”

Com informações do Valor Econômico