Ex-ministros de FHC e Delfim Netto declaram apoio a Lula no 1º turno

Ministros da Fazenda, Justiça e Diretos Humanos no governo FHC deram apoio a Lula

Luiz Inácio Lula da Silva (PT), ex-presidente e candidato à eleição presidencial, recebeu uma nova leva de apoios de peso nesta terça-feira (27), durante um evento em São Paulo (SP). Alguns ex-ministros do também ex-presidente Fernando Henrique Cardoso manifestaram-se a favor do petista: Bresser Pereira (Fazenda), Aloysio Nunes ( à frente da Justiça no governo FHC e das Relações Exteriores na gestão de Michel Temer), Nelson Jobim (à frente da Justiça no governo FHC e da Defesa nos mandatos de Lula e Dilma), José Carlos Dias (Justiça) e José Gregori (Justiça), Claudia Costin (Administração Federal) e Paulo Sergio Pinheiro (Direitos Humanos).

Rubens Ricupero, ex-ministro da Fazenda durante o governo de Itamar Franco, também declarou apoio ao petista, assim como os economistas André Lara Resende, tido como pai do Plano Real, e Luiz Gonzaga Belluzzo.

O apoio dos ex-ministros na tarde de hoje simboliza o avanço de uma estratégia da campanha de Lula para criar uma frente ampla com nomes de peso de administrações anteriores, como o ex-presidente do STF, Joaquim Barbosa, que manifestou seu apoio ao petista em vídeo, para tentar ganhar a disputa ao Planalto no primeiro turno.

A estratégia da campanha pretende fortalecer a rede de nomes em torno do presidente, inclusive com antigos adversários do PT em eleições passadas. Há uma semana, Lula reuniu oito ex-presidenciáveis como Marina Silva e Henrique Meirelles em apoio à sua candidatura — este último visto como um sinal ao mercado de que, se eleito, o petista pode favorecer uma política econômica mais moderada.

Também na semana passada, o jurista e autor do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) Miguel Reale Júnior declarou voto a Lula no primeiro turno. Hoje, mais cedo, André Lara Resende se pronunciou a favor do candidato do PT, falando que a vitória dele no primeiro turno era “importantíssima”.

Além de ex-ministros de FHC e Itamar Franco, participaram do evento figuras proeminentes da política, como os ex-membros do PSDB Fabio Feldman, Pedro Tobias e Floriano Pesaro. Todos manifestaram apoio a Lula.

Por fim, Delfim Netto (Ex-ministro da Fazenda na década de 1970), Nelson Jobim (Ex-ministro da Justiça de FHC e à frente da Defesa nos governos Lula e Dilma) e José Gregori (Ex-titular da Justiça de FHC) declararam voto petista, mas que não puderam comparecer ao evento.

André Lara Resende critica teto de gastos

Ao chegar no evento, o economista André Lara Resende fez uma fala carregada de críticas ao teto de gastos. No domingo, em comício no Rio de Janeiro, Lula defendeu a extinção do teto.

Resende classificou a medida de controle de gastos como um “equívoco” e uma “camisa de forças”. “Tem que excluir os investimentos de qualidade do teto de gastos. É uma camisa de forças que estrangula os investimentos e agrava o problema de convergência da relação da dívida/ PIB”, comentou o pai do Plano Real durante o evento que reuniu Lula e personalidades políticas.