Netflix tem lucro líquido de US$ 1,3 bi no 1º tri, queda anual de 18,3%

A companhia anunciou que está encerrando seu serviço de DVD enviado pelo correio nos EUA, após 25 anos de operação

A Netflix registrou lucro líquido de US$ 1,3 bilhão no primeiro trimestre de 2023, queda de 18,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

O lucro diluído por ação ficou em US$ 2,88, ante os US$ 3,53 reportados um ano antes. A receita da companhia, por outro lado, cresceu 3,7% na comparação com o ano anterior, para US$ 8,16 bilhões entre janeiro e março de 2023.

A plataforma de streaming também adicionou 1,75 milhão de assinantes nos primeiros três meses deste ano. Com isso, a Netflix encerrou o primeiro trimestre de 2023 com 232,5 milhões de assinantes. A empresa diz que adicionou clientes em todas as regiões, exceto na América Latina.

A Netflix projeta um lucro líquido de US$ 1,28 bilhão no segundo trimestre, abaixo do valor de US$ 1,44 bilhão do ano anterior e das projeções de analistas consultados pela FactSet, que estimam lucro líquido de US$ 1,38 bilhão, de acordo com a “Dow Jones Newswires”.

Após a divulgação dos resultados, as ações chegaram a cair quase 4% no pós-mercado na Nasdaq, em Nova York, mas há pouco diminuíram o ritmo, recuando 0,81%, a US$ 330,9. No pregão regular, os papéis subiram 0,29%.

A plataforma de streaming informou que expandirá os limites de compartilhamento de senhas, inclusive nos EUA, já no segundo trimestre deste ano.

A Netflix diz que está “satisfeita” com os primeiros esforços para fazer com que assinantes paguem para compartilhar contas.

A companhia também disse estar contente com os primeiros esforços para conseguir assinantes e que espera acelerar recompras de ações ao longo de 2023.

Em outro comunicado, a Netflix anunciou que está encerrando seu serviço de DVD por correio nos EUA, após 25 anos de operação. A empresa enviará seus exemplares finais aos assinantes em 29 de setembro.

Leia a seguir

Leia a seguir