Vendas da BYD crescem e podem superar Tesla novamente, mas exportações estão ficando mais difíceis

Se a Tesla enviar menos de 426 mil veículos nos últimos três meses, será o segundo trimestre em que a BYD vencerá o pioneiro dos veículos elétricos

A fabricante chinesa de veículos elétricos BYD apresentou números impressionantes de vendas em junho, e pode vencer a Tesla novamente na disputa trimestral para vender o maior número de carros totalmente elétricos. Além dessa disputa, os números da BYD mostraram a força de seus híbridos e os desafios que enfrentará para exportar mais carros para o Ocidente.

A BYD relatou o volume de vendas de junho nesta segunda-feira (1º), e vendeu cerca de 340 mil veículos de passageiros, um aumento de 35% em base anual. As vendas de veículos movidos totalmente a bateria chegaram a cerca de 145 mil, um aumento de 13%. As vendas de híbridos totalizaram cerca de 195 mil, um aumento de 60% na mesma base de comparação.

A BYD exportou cerca de 27 mil veículos, representando cerca de 8% das vendas de veículos de passageiros em junho, um aumento de 156% em base anual, mas uma queda de 28% em relação aos 37.499 veículos exportados em maio. O número de maio representou 11% das vendas de veículos de passeio.

Está ficando um pouco mais difícil para a BYD exportar veículos para a Europa. Os reguladores estão adicionando tarifas de até 38% sobre as importações de veículos chineses. As tarifas foram anunciadas em junho, mas ainda é cedo para ver o impacto duradouro das novas taxas de importação. Os investidores terão de ficar atentos aos números de exportação da BYD durante vários meses.

No segundo trimestre, a BYD vendeu 426.039 veículos totalmente elétricos e 556.708 híbridos, no melhor trimestre já registrado para vendas de híbridos. Além do mais, cerca de 1,3 híbridos foram vendidos para cada carro totalmente elétrico. Historicamente, essa proporção para a BYD tem sido de cerca de um para um.

Os carros totalmente elétricos normalmente representam 25% ou 30% do total de vendas de veículos na China num determinado mês. Os híbridos representam 15% ou 20%. As vendas de veículos totalmente elétricos crescerão mais lentamente do que os híbridos em 2024, à medida que esta última tecnologia ganha alguma participação.

Com seu mês de junho forte, a BYD poderá superar a Tesla nas vendas de veículos totalmente elétricos pela segunda vez. A Tesla deve divulgar os números do segundo trimestre na terça-feira (2). As estimativas mais recentes de Wall Street são de cerca de 420 mil carros vendidos.

Se a Tesla enviar menos de 426 mil veículos, será o segundo trimestre em que a BYD vencerá o pioneiro dos veículos elétricos. A BYD despachou cerca de 526 mil carros totalmente elétricos no quarto trimestre de 2023. A Tesla embarcou 502 mil.

Qualquer que seja a empresa que vença o trimestre, as entregas robustas estão ajudando ambas as ações. A BYD fechou em alta de 0,6% na Bolsa de Hong Kong. As ações da Tesla sobem 6,36% na Nasdaq, a US$ 210,49 cada.

As ações da Tesla caíram cerca de 20% neste ano. A desaceleração do crescimento das vendas pesou sobre o sentimento dos investidores. As entregas da Tesla no primeiro trimestre caíram quase 9% em base anual.

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir