Portugal aprova decreto que dá início ao processo de privatização da TAP

Começa agora o processo de escolha da equipe de consultores estratégico, financeiro e jurídico que irão ajudar a aconselhar o governo português na operação

O Conselho de Ministros de Portugal aprovou nesta quinta-feira (28) um decreto que inicia o processo de privatização da companhia aérea TAP Air Portugal. Segundo comunicado oficial, o objetivo é alienar pelo menos 51% do capital da empresa, reservando até 5% para os trabalhadores.

A partir de agora, se inicia o processo de escolha da equipe de consultores estratégico, financeiro e jurídico que irão ajudar a aconselhar o governo federal na operação. O governo também começará a consultar ao mercado e a promover diálogo com potenciais investidores de referência no setor.

“A seleção dos futuros investidores valorizará as garantias de sustentabilidade de longo prazo da TAP, de manutenção da sua importância estratégica – em particular do ‘hub’ nacional – e o valor de venda”, afirmou o Ministro das Finanças, Fernando Medina, em sua conta do X (antigo Twitter).

Com informações do Estadão Conteúdo