Mercado hoje: Ibovespa tem forte queda e dólar fecha em R$ 5,38, com receios sobre PEC de Transição

Informações iniciais apontam que a exceção dos gastos proposta no texto deve ser por tempo indeterminado, o que amplia a aversão ao risco

O Ibovespa aprofundou as perdas no pregão na tarde de quarta-feira. Investidores aguardavam a divulgação do texto da PEC da Transição, que foi entregue pelo vice-presidente eleito Geraldo Alckmin, nesta quarta-feira a noite, ao Congresso Nacional.

O texto propõe deixar o Bolsa Família de fora do teto de gatos para viabilizar a manutenção de programas sociais e o cumprimento de promessas feitas por Lula (PT) durante a campanha eleitoral, como o aumento do salário mínimo acima da inflação, a partir de janeiro de 2023. Leia completo Alckmin entrega PEC da Transição no Senado; relator quer votação neste mês.

O Ibovespa fechou com forte queda nesta quarta-feira. O principal índice da B3 foi pressionado pelo temor dos investidores sobre o texto final. Além de prever o Bolsa Família fora do teto de gastos, a PEC terá outras exceções que somam R$ 22 bilhões acima da regra fiscal, de acordo com o relator do Orçamento de 2023, senador Marcelo Castro (MDB-PI). Dessa forma, a PEC vai permitir um furo no teto de R$ 197 bilhões no próximo ano.

A medida ainda deve sofrer alterações ao passar pelo Congresso.

O Ibovespa caiu 2,58% aos 110.243 pontos.

Ações de Petrobras e Vale têm quedas

Os papéis da Petrobras e da Vale fecharam com quedas nesta quarta-feira. Ações de varejistas também cederam, em dia de avanço dos juros futuros.

Petrobras ON e PN caíram 1,11% e 1,99%, respectivamente.

Vale ON caiu 1,04% e CSN ON, 1,14%. Usiminas PN subiu 0,38%.

No setor financeiro, Itaú PN caiu 1,43% e Bradesco PN subiu 0,33%. Banco do Brasil ON caiu 3,16%.

Entre as maiores altas, Embraer ON subiu 9,49%, devolvendo parte das perdas recentes.

Na ponta negativa, Minerva ON caiu 9,27%. Magazine Luiza ON caiu 8,01% e Via ON, 6,69%. Americanas ON cedia 9,81%.

Empresas do setor de saúde também apresentaram quedas. Hapvida ON cedeu 10,94%. Rede D’Or ON caiu 5,27% e as units da Sul América cederam 5,92%.

Dólar tem forte alta, com cena local no foco

O dólar fechou com forte alta ante o real nesta quarta-feira. O câmbio foi pressionado pelas incertezas relacionadas com a PEC de Transição.

A versão preliminar do texto, que prevê o pagamento do Bolsa Família fora do teto de gastos por tempo indeterminado prejudicou o mercado local. Na proposta, também consta um montante pago fora da regra no valor de R$ 175 bilhões.

Nos últimos pregões, o dólar apresentou baixas diante da possibilidade de alterações no texto que deixassem a proposta menos danosa, na visão do mercado, para as contas públicas.

O dólar subiu 1,53%, negociado a R$ 5,3806, após atingir a máxima de R$ 5,3979.

Transição

Lula, que participa da COP27 no Egito, deve discursar por volta das 12h15 (de Brasília). O mercado aguarda notícias sobre o texto da PEC da Transição, em especial o volume de recursos que deve ficar fora do teto de gastos e por quanto tempo.

Conforme apurou o Valor, o presidente eleito defendeu ontem, em reunião com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), que o Bolsa Família fique fora do teto por quatro anos, e não apenas em 2023.

Há dúvidas entre investidores se o valor que ficará fora do teto será de R$ 175 bilhões ou se o montante será menor. Na segunda-feira, notícias de que a equipe de transição considerava um volume menor, na casa de R$ 130 bilhões, causaram alívio no mercado.

O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin, deve anunciar no final da manhã novos integrantes de grupos da transição.

EUA

No exterior, as bolsas americanas terminaram em alta ontem – feriado de dia da Proclamação da República no Brasil – após a inflação ao produtor abaixo das expectativas nos Estados Unidos elevar as expectativas de que o Fed pode reduzir o ritmo de aperto monetário na reunião de dezembro.

O EWZ, principal fundo de índice do mercado brasileiro em Nova York, teve alta de 0,36% na terça-feira – os ADRs de Vale e Petrobras subiram 0,64% e 0,59%, respectivamente. Hoje, os futuros dos índices americanos rondam em torno da estabilidade.

Europa

Na Europa, há clima de mais tensão em razão do conflito entre Rússia e Ucrânia. Autoridades ainda investigam a origem da explosão que matou duas pessoas na Polônia. Ontem, o presidente dos EUA, Joe Biden, disse que informações iniciais sugeriam que a causa poderia não ser um míssil disparado da Rússia A declaração trouxe algum alívio aos mercados.

Commodities

Entre as commodities, o minério de ferro subiu 2,2% na bolsa de Dalian, para 734 yuans (cerca de US$ 103,50) a tonelada, impulsionado pela expectativa de aumento da demanda chinesa. O petróleo Brent para janeiro subia 0,07%, para US$ 93,93 o barril.

Empresas

No noticiário corporativo, a Localiza teve lucro líquido de R$ 423,6 milhões no terceiro trimestre, queda anual de 54%, levando em conta resultados que consideram a fusão com a Unidas.

A Vibra Energia informou que os fundos sob gestão da Dynamo e da Dynamo Internacional, junto com o Samambaia Fundo de Investimento em Ações e Ronaldo Cezar Coelho (os dois últimos formando o grupo RCC) elevaram a participação na companhia e passaram a deter, em conjunto, 15,12% do capital social da Vibra.