Eneva (ENEV3) vai emitir debêntures no valor de R$ 1,9 bilhão com vencimentos a partir de 10 anos

Conselho de administração aprovou a realização da nona emissão de debêntures simples da história da empresa

Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Eneva (ENEV3) confirmou a emissão de debêntures no valor total de 1,9 bilhão.

Na segunda-feira (5), a empresa do setor de energia havia aprovado em reunião do conselho de administração a realização da nona emissão de debêntures simples da história da empresa.

Serão emitidas 1,9 milhão de debêntures não conversíveis em ações em três séries. O vencimento das debêntures da primeira série ocorrerá em dez anos; o da segunda série, em 15 anos; e o da terceira série, em 20 anos.

As debêntures serão objeto de oferta pública de distribuição com esforços restritos, sob o regime de garantia firme de colocação, nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários 476.

Ações

A ação da empresa começou o pregão em R$ 15,90 e estava em 15,63 às 15h desta terça-feira (6).

Remuneração

A remuneração das debêntures será definida após o procedimento de coleta de intenções de investimentos (“bookbuilding”).

Utilização dos recursos

Segundo a Eneva, os recursos da emissão serão utilizados para reembolso de gastos, despesas e/ou amortização de financiamentos, bem como o custeio de gastos e despesas relacionados aos projetos Futura 1, Parnaíba VI e UTE Jaguatirica II, todos considerados prioritários pelo Ministério de Minas e Energia (MME).