Reino Unido: PIB registra alta de 0,1% no 4º trimestre; acima do consenso

Ainda assim, espera-se que o país enfrente uma leve recessão este ano, já que a inflação permanece alta e o impacto das altas taxas de juros se intensifica

A economia do Reino Unido expandiu ligeiramente no quarto trimestre, um desempenho mais forte do que o previsto anteriormente, embora permaneça menor do que seu tamanho antes da pandemia, já que a inflação elevada e as altas taxas de juros atingiram a atividade econômica.

O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 0,1% de outubro a dezembro em relação ao trimestre anterior, em comparação com a estagnação anteriormente estimada em fevereiro, segundo dados do Escritório de Estatísticas Nacionais (ONS) divulgados nesta sexta-feira.

Economistas consultados pelo “The Wall Street Journal” também esperavam estagnação.

O resultado, após uma contração de 0,1% revisada de forma mais restrita no terceiro trimestre de 2022, significa que o país evitou uma recessão técnica, que requer dois trimestres consecutivos de queda na produção.

Isso significa que a economia do Reino Unido está cerca de 0,6% abaixo de seu nível pré-pandêmico, disse o ONS.

Ainda assim, espera-se que o país enfrente uma leve recessão este ano, já que a inflação permanece alta e o impacto das altas taxas de juros se intensifica, pesando sobre os gastos e investimentos, dizem alguns economistas.

Em um comunicado separado, o ONS disse que o déficit em conta corrente do Reino Unido diminuiu para 2,5 bilhões de libras (US$ 3,10 bilhões) no quarto trimestre, de um déficit revisado de 12,7 bilhões de libras no terceiro trimestre.

Leia a seguir

Leia a seguir