Powell diz que vai sugerir alta de 0,25 ponto percentual na próxima reunião do Fed, em março

'Acredito que será apropriado elevar os juros na próxima reunião de política monetária', disse, nesta quarta-feira, o presidente do banco central dos EUA, em depoimento ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos EUA

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, disse que continua vendo uma elevação dos juros na reunião de março como sendo apropriada, mas que a invasão russa na Ucrânia gera incertezas e que a política monetária precisará ser conduzida de maneira mais cautelosa por causa disso.

Falando em seu depoimento semestral ao Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos EUA, Powell disse que “ainda não sabemos se a invasão na Ucrânia afeta as perspectivas para a nossa política monetária”, mas disse que, por enquanto, continua vendo uma elevação dos juros na reunião de março como sendo apropriada.

“Acredito que será apropriado elevar os juros na próxima reunião de política monetária, e estou inclinado a propor e apoiar uma elevação de 25 pontos-base”, disse Powell, complementando que a redução do balanço patrimonial do Fed começará a ser discutida na reunião de março, mas os planos não serão finalizados neste encontro.

Powell reconheceu também que a política monetária do Fed não é efetiva para lidar com saltos inflacionários ligados à escassez de oferta e que o surto atual se deve ao desequilíbrio entre oferta e demanda. Mas ele disse também que a inflação é um fenômeno em grande parte monetário, e que o Fed tem as ferramentas para lidar com ela.