Economia mundial terá anos de crescimento baixo, diz diretora do FMI

Economia mundial deve crescer menos de 3% este ano, ante uma alta de 3,4% registrada no ano passado

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, disse nesta quinta-feira que a economia mundial deve crescer menos de 3% este ano, ante uma alta de 3,4% registrada no ano passado. A fala da economista aconteceu durante evento organizado pelo site “Politico”, dias antes do lançamento do relatório trimestral da entidade e pode indicar o teor do documento que fala sobre as perspectivas da economia mundial.

Georgieva disse que o mundo vai viver período prolongado de crescimento baixo, e que nos próximos cinco anos o crescimento deverá ser em torno de 3%. Segundo ela, é a previsão de crescimento médio mais baixa desde a década de 1990.

A diretora-gerente disse que o crescimento baixo afetará principalmente países mais pobres, que podem demorar para se recuperar plenamente dos impactos da covid-19. Ela complementou dizendo que cerca de 15% dos países de baixa renda já estão altamente endividados e outros 45% enfrentam altas vulnerabilidades de dívida.

Para os próximos trimestres, o FMI reforça o coro de entidades como a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e outras organizações internacionais para que os bancos centrais mantenham a trajetória de alta de juros. Georgieva disse que combater a inflação é vital para um melhor desempenho econômico no médio prazo.

Leia a seguir

Leia a seguir