Caged: Brasil abre 131.811 vagas em maio, abaixo do piso das projeções

Segundo o levantamento, 26 unidades da federação registraram abertura de vagas, somente o Rio Grande do Sul teve redução líquida, de 22.180 empregos em maio

O mercado de trabalho brasileiro registrou criação líquida de 131.811 vagas com carteira assinada em maio, resultado de 2.116.326 admissões e 1.984.515 desligamentos, informou o ministro do Trabalho, Luiz Marinho, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

O resultado ficou abaixo do piso das projeções coletadas pelo Valor Data junto a 19 consultorias e instituições financeiras, que era de mais 164 mil postos de trabalho, com teto das estimativas em 262.957 e mediana de 200 mil empregos criados.

Segundo o ministro, 26 unidades da federação registraram abertura de vagas, somente o Rio Grande do Sul teve redução líquida, de 22.180 empregos em maio.

O país acumula criação de 1.088.955 vagas em 2024 até maio, ante 874.289 no mesmo período do ano passado.

A criação de vagas por setor foi a seguinte: Serviços (69.309), Indústria (18.145), Comércio (6.375), Construção (18.149), Agricultura (19.836).

Com informações do Valor Econômico

Leia a seguir

Leia a seguir