Calendário do investidor de julho tem um spoiler: principal evento será em agosto

Campo político estará aquecido, mas fim do mês deve ser tomado pela discussão, mais uma vez, em torno da Selic

O calendário que o investidor precisa acompanhar em julho traz um fato curioso: ele deve ser impactado na última semana pelo que ocorrerá a seguir, no começo de agosto.

Isso porque a próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) ocorre entre os dias 1 e 2 de agosto, portanto, a discussão em torno do tema deve contaminar os mercados – e seus investimentos – na última semana de julho.

Além disso, existe a expectativa de que a taxa básica de juros da economia, a Selic, finalmente comece a ceder em agosto. Aliás, isso ficou mais claro após a divulgação da Ata do Copom, na última semana, interpretada pelo mercado como positiva para o corte. Mas muita coisa pode acontecer entre hoje e o próximo encontro.

Neste meio tempo haverá a divulgação, pelo IBGE, do Índice Nacional de Preços Consumidor Amplo (IPCA) referente ao mês de junho e da antecipação do mesmo índice referente a julho.

Vale lembrar que a inflação é um componente importante na formulação da política monetária, que por sua vez impacta diretamente na definição da taxa básica. E pode ter impacto em seus investimentos.

O que deve acontecer em julho?

Logo, o investidor deve ter especial atenção com o que vai acontecer em Brasília, sobretudo em suas duas casas legislativas.

Na Câmara, sem data definida, mas com chance de ocorrer na primeira semana, deverá ser novamente apreciado o texto do arcabouço fiscal, isso após mudanças no texto feitas pelos senadores.

Por outro lado, a aguardada reforma tributária deve também ganhar espaço na agenda dos deputados.

Há uma intensa discussão em torno da reforma – com pontos sendo apontados como positivos e outros como negativos. Independentemente da discussão – cada vez mais acalorada – em torno do projeto, espera-se que enfim a casa comece a analisá-lo.

Nós, da Inteligência Financeira, achamos que esses dois assuntos podem impactar seus investimentos. Veja o que mais selecionamos para você colocar no seu calendário e prestar atenção em julho.

5/7Ata da reunião do FOMC nos Estados Unidos
7/7Payroll de junho nos Estados Unidos
11/7Divulgação do IPCA, o Índice Nacional de Preços medido pelo IBGE
19/7Sai o monitor do PIB, referente ao mês de maio, pelo FGV-Ibre
20/7Reunião mensal do Conselho Monetário Nacional (CMN)
25/7IPCA-15, a prévia da inflação do mês de julho
25 e 26/7Federal Reserve se reúne para debater a taxa de juros norte-americana
25/7Telefônica divulga seu balanço
27/7Sondagem da indústria divulgada pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-Ibre)
27/7Ministério do Trabalho divulga o cadastro de empregados e desempregados
28/7FGV divulga o IGP-M
Fique atentoVotação na Câmara dos Deputados das alterações do arcabouço fiscal (sem data)
Fique atentoComeço da tramitação da reforma tributária (sem data)