Braskem (BRKM5): proposta de compra faz ação disparar pelo segundo dia seguido

As ações da companhia dispararam acima de 20% no pregão da última sexta-feira com os rumores da oferta

Depois de informarem seus planos a bancos credores da Novonor (ex-Odebrecht), na última sexta-feira, a Apollo e a Empresa Nacional de Petróleo de Abu Dhabi (Adnoc) apresentaram uma proposta não vinculante de compra da Braskem (BRKM5), disseram ao Valor fontes próximas às conversas.

As ações da companhia dispararam acima de 20% no pregão da última sexta-feira com os rumores da oferta. No fechamento da sessão desta segunda, os papéis da empresa (BRKM3) registraram alta de 12,20%, a R$ 26,93, ficando novamente entre as maiores altas da B3.

Nesta manhã, a petroquímica comunicou, em fato relevante, que foi informada por sua controladora sobre o recebimento de proposta não vinculante, sem fornecer mais detalhes.

Conforme o Valor informou na sexta-feira, a gestora americana e a estatal dos Emirados Árabes se juntaram para formalizar uma oferta por 100% das ações da petroquímica, pagando R$ 47 por papel, se os credores da Novonor, que detêm as ações da Braskem em garantia a dívidas de quase R$ 15 bilhões, estivessem dispostos a negociar.

A ideia da Adnoc é usar a Braskem como plataforma para os negócios de petroquímica nas Américas.