Nova gestão está ‘totalmente alinhada’ com visão de Lula, diz presidente da Petrobras (PETR4)

Ao tomar posse nesta quarta-feira (19), Magda Chambriard detalhou que a Petrobras (PETR4) deve investir em navios e em fertilizantes

A presidente da Petrobras (PETR3;PETR4) Magda Chambriard, empossada no Rio de Janeiro nesta quarta-feira (19), afirmou em discurso que sua gestão está “totalmente alinhada com a visão” do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A nova CEO da maior estatal do país, que assumiu o comando após a demissão de Jean Paul Prates, disse que a Petrobras deve investir mais em fertilizantes, terminais aquaviários e na construção de navios.

Ao mesmo tempo em que reforçou uma Petrobras alinhada a Lula, Chambriard destacou que a nova gestão da Petrobras “está em consonância com a visão do mercado”. A executiva disse que a petroleira deve continuar gerando valor econômico e rentabilidade a investidores. Enquanto a nova presidente da companhia tomava posse, as ações da Petrobras oscilavam para queda.

Chambriard comenta sobre plano à frente da Petrobras (PETR4)

Ao tomar posse como nova presidente da Petrobras, Chambriard explicou a retomada de investimento no setor de fertilizantes. Sob sua gestão, afirmou, a Petrobras “pretende aumentar a disponibilidade de gás natural” ao mercado.

Isso levaria, segundo ela, a um aumento de produção através de “produtos de maior valor agregado” pelo segmento petroquímico.

“É muito importante dizer que nossa retomada no setor de fertilizantes tem razão”, disse Chambriard. “Trata-se de uma boa oportunidade para ampliar significativamente o mercado de gás, maior componente de impacto no preço de fertilizantes. Também vamos reforçar nossa atuação em petroquímicos e lubrificantes”, pontuou.

Além da modernização de refinarias, a nova presidente da Petrobras (PETR4) se comprometeu a investir em “terminais aquaviários e construção de navios”. Conforme Chambriard, a construção de embarcações “garante confiabilidade operacional e geração de valor para a Petrobras” dentro do setor naval.

Chambriard destacou que o petróleo vai financiar a transição energética no Brasil.

Margem Equatorial é ‘fundamental’, diz CEO da Petrobras

A presidente da Petrobras afirmou que a exploração de novas fronteiras, como a Margem Equatorial, é “fundamental” para repor as reservas de petróleo do país. Chambriard considera aumentar exploração da Petrobras “no Sul do País”.

A executiva voltou a defender a expansão da logística da plataforma Abreu e Lima, em Pernambuco, por meio de um segundo trem. “Um projeto que junto com o Gaslub no Rio de Janeiro pode gerar valor econômico e reduzir significativamente nossa importação de diesel.”

Por fim, Chambriard diz que a Petrobras (PETR4) vai instalar 14 plataformas nos próximos cinco anos. Ela reassegurou que o pré-sal “continuará sendo explorado”, enquanto a petroleira deve “revitalizar” a extração da Bacia de Campo, que atua em águas profundas.

Enquanto Chambriard discursava no Rio de Janeiro, no Centro de Pesquisas, Desenvolvimento e Inovação Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), as ações da Petrobras recuaram na bolsa de valores.

A ação preferencial da empresa (PETR4) caiu 0,03%. Já a ação ON (PETR3) recuou 0,63%.

Leia a seguir

Leia a seguir