Netflix (NFLX; NFLX34) planeja aumento de preços após fim da greve de atores

Reajuste deve começar nos EUA e no Canadá, e pode alcançar outros mercados ao redor do mundo

A Netflix (NFLX; NFLX34) planeja aumentar os preços de seu serviço de streaming em breve. A companhia aguarda o fim da greve de atores de Hollywood para fazer o reajuste, que deve começar nos Estados Unidos e no Canadá, e pode alcançar outros mercados ao redor do mundo.

Ainda é incerto, porém, o tamanho dos reajustes e a data exata em que deve acontecer. A Netflix não quis comentar o assunto.

Ao longo do último ano, o custo dos principais serviços de streaming sem anúncios aumentou cerca de 25%, pressionando as empresas do setor.

Companhias como Disney e Warner Bros. Discovery anunciaram recentemente aumentos nos preços de seus serviços.

A última vez que a Netflix aumentou seus preços foi em janeiro de 2022.

Em julho deste ano, a empresa deixou de oferecer nos Estados Unidos um pacote básico sem anúncios que custava US$ 9,99 mensais. Agora, o plano mais barato sem publicidade custa US$ 15,49 ao mês.

Com informações da Dow Jones Newswires/Estadão Conteúdo