B3 exclui Gol (GOLL4) de todos os seus índices por pedido de recuperação judicial nos EUA

A Gol terá seus títulos excluídos dos índices IBOV, IBRA, IBXX, ICO2, IDVR, IGCT, IGCX, ITAG, IVBX e SMLL ao seu preço de fechamento após o encerramento do pregão de hoje

A Bolsa brasileira (B3) informou que excluirá as ações da Gol Linhas Aéreas Inteligentes, negociadas sob o ticker GOLL4, de todos os seus índices, em virtude do pedido de Chapter 11 pela companhia perante o Tribunal de Falências dos Estados Unidos, bem como das demais repercussões no mercado.

A Gol terá seus títulos excluídos dos índices IBOV, IBRA, IBXX, ICO2, IDVR, IGCT, IGCX, ITAG, IVBX e SMLL ao seu preço de fechamento após o encerramento do pregão regular da terça-feira (30), sendo sua participação redistribuída proporcionalmente aos demais integrantes da carteira com o pertinente ajuste nos redutores.

Com isso, a “GOLL4” segue negociada normalmente, mas passa a ser listada na B3 sob o título de “Outras Condições” a partir do pregão desta terça-feira.

No pregão desta segunda-feira (29) o papel registrou queda de 33,61% e com cotação a R$ 3,93. Com essa desvalorização, perdeu R$ 674 milhões de valor de mercado (market cap), passando a valer R$ 1.323.758,00.

Gol (GOLL4) fora do Ibovespa a partir de quarta

De acordo com o comunicado da B3, as ações da Gol (GOLL4) serão negociadas fora do Ibovespa a partir do término do pregão de terça-feira. Ou seja, a partir de quarta, o papel terá “outras condições” para compra e venda.

O procedimento tem se tornado mais comum à medida em que mais companhias de capital aberto entram em recuperação judicial. Foi o caso de Americanas (AMER3), quando a B3 removeu o papel de todos os índices da bolsa de valores.

O número de ações disponíveis em negociação (free float) não deve alterar com a exclusão da Gol do índice de referência da bolsa. A B3 afirma que a participação da Gol nos índices será “redistribuída proporcionalmente aos demais integrantes da carteira com o pertinente ajuste nos redutores”.

Além do Ibovespa, a ação da Gol será suspensa de outros índices de referência, como o IVBX, que reúne os 50 papéis mais líquidos da B3, e o SMLL, de small caps.

Queda livre

Nesta segunda-feira (29), a ação da Gol teve forte oscilação negativa. Ao final do pregão, a PN (GOLL4) despencou 33,61% no Ibovespa, com pior performance de um ativo no dia.

Mesmo assim, houve avanço no processo da recuperação judicial da Gol nos Estados Unidos. Em comunicado, a empresa informou que obteve uma decisão favorável no Tribunal de Falências de Nova York para acessar um crédito de US$ 950 da Abras, controladora da aérea no exterior.

Na última sexta-feira, a Bolsa de Nova York suspendeu a negociação dos ADRs da Gol, também em decorrência da recuperação judicial.

As agências de rating Fitch e Standard & Poor’s (S&P) revisaram a nota de crédito da Gol (GOLL4) na última sexta. Ambas possuem uma perspectiva negativa para o pagamento de dívidas da aérea, com nota D, classificação das agências para empresas em reestruturação de capital.