Com alta de 100% na Bolsa, Gafisa atende pedido da Esh Capital e convoca assembleia para dia 10

Ações vêm sofrendo oscilações intensas na Bolsa com os impasses entre a Gafisa e seu maior acionista, mas saldo mensal ainda é muito positivo

A Gafisa (GFSA3) anunciou nesta terça-feira (17) que seu conselho de administração aprovou a convocação assembleia geral extraordinária para o próximo dia 10 de fevereiro, atendendo a pedido do Esh Capital, que detém participação maior que 10% na empresa.

Segundo a gestora, a participação do empresário Nelson Tanure, controlador da Gafisa, atingiu pelo menos 44,33%, por meio de vários veículos de investimento, o que obrigaria o lançamento de oferta pública de aquisição das demais ações.

A Esh pede a suspensão dos direitos políticos das ações detidas pela Planner, MAM Asset Management, Trustee, Banco Master e de quaisquer outras ações que tenham ligação com Nelson Tanure, controlador da Gafisa, até publicação de edital.

No documento de proposta da administração, a Gafisa afirma que não foi possível atestar que qualquer acionista ou grupo de acionistas vinculados entre si tenha ultrapassado o percentual de 30% das ações.

“Assim, em razão da sua relação direta com a ordem do dia, e diante da necessidade de aprofundamento sobre as alegações trazidas pelo acionista solicitante, a companhia solicitou esclarecimentos à MAM Asset, Banco Master, Trustee e Planner”, afirma.

Ações subiram mais de 100% no mês

As ações da empresa vêm sofrendo oscilações intensas na Bolsa com os impasses entre a Gafisa e seu maior acionista. No começo do mês, o movimento dos papéis foi bastante positivo, com as ações subindo até o patamar de R$ 30,70, mas começou a descer rapidamente e registrou algumas das piores quedas na bolsa nos últimos dias, voltando para a casa dos R$ 11,20.

Na última sessão, a empresa conseguiu reverter a sequência de quedas e fechou em R$ 12,35.

No último mês, o saldo é extremamente positivo para as ações, com alta de 107,39%.

Não há uma explicação evidente baseada nos balanços da empresa, o que levanta dúvidas sobre a capacidade da Gafisa de manter seus resultados na Bolsa por muito tempo.