ADR (American Depositary Receipt)

Direto ao Ponto

ADR (American Depositary Receipt)

ADR, ou recibos depositários de ações, é um ativo negociado em dólar nos Estados Unidos, mas emitido em outros países.

Um exemplo é o caso das ações da Petrobras, que são emitidas no Brasil, mas negociadas via ADRs na Bolsa de Nova York. Para viabilizar a operação, um banco compra ações da Petrobras no Brasil, as deixa sob sua custódia e vende recibos referente a estes papéis nos EUA. O mesmo acontece com ações de diversos países, especialmente os da Europa e os da Ásia. O ADR facilita a diversificação de investimentos no exterior, pois torna acessível o aporte em companhias estrangeiras para quem tem conta nos EUA. Sua aquisição é semelhante à de ações, via corretora.   

Outro exemplo: com este recibo, os investidores brasileiros com conta em corretoras americanas podem comprar um ADR da chinesa Tencent, negociada na Bolsa de Hong Kong. Não fosse assim, os brasileiros não teriam acesso a este papel, já que ele não é negociado na Bolsa de Valores daqui.  

Para as empresas, o ADR pode ser uma forma mais simples e barata de captar recursos no exterior do que via oferta de ações fora do país sede.  

O ADR também distribui dividendos, mas, muitas vezes, eles são menores dos que os pagos diretamente aos acionistas no país de origem do papel. Isso porque o banco responsável pelos recibos pode abater dos dividendos uma taxa de custódia dos ADRs.  

Há três níveis de ADRs: 

  1. ADR nível 1: papel negociado apenas no mercado de balcão  
  1. ADR nível 2: é comercializado em Bolsa com lastro em ações já emitidas anteriormente 
  1. ADR nível 3: também é negociado em Bolsa, mas requer a emissão de novas ações 

Como tudo começou  

Os ADRs surgiram nos EUA nos anos 1920 para facilitar a compra de ações no exterior. O primeiro ADR foi da Selfridges, uma rede de lojas de departamento inglesa, em 1927.  

Hoje, são mais de 2.000 ADRs negociados, correspondendo a mais de 70 países, de acordo com a SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, na sigla em inglês). Apenas do Brasil, são cerca de 30. 

Três fatos curiosos sobre o ADR: 

  1. Os papéis mais negociados 

Dentre os recibos mais negociados estão os do grupo Alibaba, a montadora chinesa NIO, a fabricante de semicondutores Taiwan Semiconductor Manufacturing Company, as gigantes chinesas de ecommerce JD.Com e Pinduoduo, o buscador chinês Baidu, a finlandesa Nokia, o conglomerado farmacêutico anglo-sueco AstraZeneca, o site chinês de compartilhamento de vídeo da Bilibili e a fabricante holandesa de sistemas de litografia para a indústria de semicondutores ASML. 

  1. GDR: muito além do mercado americano  

Para negociar ações estrangeiras em outros mercados além do americano, utiliza-se um mecanismo semelhante ao ADR, o GDR (Recibo Depositário Global, na sigla em inglês). Este recibo pode ser negociado em dois ou mais mercados por meio de uma mesma custódia. Geralmente são usados para comercializar papéis nos EUA e na Europa.  

  1. O índice dos ADRs brasileiros  

Existem alguns índices que acompanham o desempenho dos ADRs brasileiros, como o Dow Jones Brazil Titans 20 ADR Index. Ele é composto pelos 20 maiores e mais líquidos ADRs do Brasil negociados nos EUA com base em capitalização de mercado com ajuste em função de quantidade negociável. Entre os mais populares estão os da Vale e os da Petrobras.  

Glossário  Bolsa de Valores Ir para: Verbetes

Conheça os termos mais importantes para enriquecer a sua Inteligência Financeira

Direto ao Ponto

Mercado fracionário

O lote padrão de uma empresa listada na Bolsa de Valores tem 100 ações. No mercado fracionário, este lote é "quebrado" e o investidor pode comprar de uma a 99 ações.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Direito de subscrição

Direito de subscrição é a preferência dada ao acionista para adquirir mais ações, quando uma empresa decide fazer uma nova captação (follow on).…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Bookbuilding 

Bookbuilding é o processo que determina o preço pelo qual uma ação é lançada no mercado via IPO (initial public offering). Os bancos que coordenam a oferta tomam como referência a demanda e o preço que os investidores institucionais estariam dispostos a pagar pelo ativo.…

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Grupamento de ações (ou inplit)

O grupamento de ações acontece sempre que uma empresa decide unir, ou, como preferem os analistas, condensar suas ações. O objetivo é reduzir a volatilidade dos papéis e os riscos inerentes a eles. …

Leia Mais Ir para:
Direto ao Ponto

Desdobramento de ações (ou split)

Desdobramento de ações (ou split) acontece quando uma empresa divide suas ações. O investidor que já tem as ações em carteira continua com o mesmo volume em dinhiero, mas com uma maior quantidade de ações.…

Leia Mais Ir para:
Swiper Próximo
Swiper Anterior

Você também pode gostar

Leonardo Guimarães

Atualizado em 07.dez.2021 às 19h52

O que não fazer com seus investimentos em 2022

Elaboramos dicas essenciais para 2022, que será um ano desafiador e vai exigir preparo dos investidores

Júlia Moura

Atualizado em 07.dez.2021 às 15h46

Ibovespa segue em alta, impulsionando ações de petrolíferas, mineradoras e siderúrgicas

Recuperação dos preços de minério de ferro, que subiram mais de 8% na China, impulsionam ações de mineradoras e siderúrgicas

Valor Econômico

Atualizado em 07.dez.2021 às 10h48

Ibovespa respira e já acumula alta de 6% em três pregões

Melhora do apetite por risco nos mercados globais favoreceu índice

Redação IF

Atualizado em 06.dez.2021 às 20h43

Ibovespa sobe acompanhando exterior e PEC dos Precatórios – ganho é generalizado entre as blue chips

Mercado mostra alívio com estudos iniciais que não mostram maior gravidade da variante ômicron

Redação IF

Publicado em 03.dez.2021 às 18h37

Bolsa brasileira tem segundo pior desempenho do mundo no ano

No ranking com 79 índices de 78 países, o Ibovespa aparece na contramão mundial, com queda de mais de 14% no acumulado no ano até novembro; índice só ganha da Bolsa da Venezuela

Redação IF

Publicado em 03.dez.2021 às 18h10

Dólar fecha em alta de 0,42%, a R$ 5,68, de olho em dados dos EUA

Com a alta de hoje, o real acumulou valorização de 1,56% na semana. No mês, passa a ter ganho de 0,80%.

Valor Econômico

Atualizado em 03.dez.2021 às 07h41

Com loja parada, ação de grandes redes cai

Expectativas começam a ser reduzidas e investidor vem “precificando” um mês de dezembro difícil

Valor Econômico

Atualizado em 03.dez.2021 às 07h37

Banco Inter desiste de reorganização societária que o levaria à Nasdaq

Adesão de minoritários, que se tornou vantajosa diante da queda das ações nas últimas semanas, ultrapassou limite de desembolso estipulado pela instituição, de R$ 2 bilhões